Restrição ao tráfego de veículos pesados começa hoje em Campinas

A medida adotada pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC) estabelece que veículos de médio e grande porte não poderão mais circular de segunda a sexta-feira

GM demorou a reconhecer erros e o declínio, afirma especialista
Associação Comercial do Rio discute implantação do trem-bala
Presidente da CNI diz que Brasil deveria desonerar exportações e investimentos

Publicada no dia 22 de julho no Diário Oficial do Município, a Resolução nº 136, que restringe a circulação de veículos de carga na região Central, passa a valer a partir desta segunda-feira, dia 3 de agosto.

A medida adotada pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC) estabelece que veículos de médio e grande porte não poderão mais circular de segunda a sexta-feira nos seguintes horários e vias:

– das 7h às 9h, em toda a extensão da Avenida Anchieta e na Rua Irmã Serafina, no trecho entre a Avenida Dr. Moraes Salles e a Rua General Osório;

– das 16h às 19h, nas vias da região Central que formam e são internas ao polígono formado pelas seguintes vias: Avenida Anchieta, Rua Dona Libânia, Avenida Orosimbo Maia, Rua Jorge Miranda, Avenida Senador Saraiva, Viaduto Miguel Vicente Cury, Avenida Dr. Moraes Salles e Rua Irmã Serafina.

Segundo a Resolução Municipal nº 210, de 1º de novembro de 2006, veículo de médio porte é aquele com peso médio bruto entre seis e 10 toneladas. Já o veículo de grande porte tem peso superior a 10 toneladas.

A restrição foi adotada para garantir a fluidez no trânsito das vias centrais durante a execução das obras de implantação das estações de transferência nas avenidas Senador Saraiva, Anchieta e Moraes Salles.

Para estabelecer essa medida, a EMDEC promoveu uma intensa discussão com representantes do setor de transporte de cargas, sindicato da categoria (Sindicamp), com a Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), transportadores e comerciantes.

O descumprimento dessa resolução será caracterizado como infração média, com aplicação de quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e multa de R$ 85,13.

Veja matéria original

COMMENTS