Polícia registra mais flagrantes de irregulares no PR do que SP

A proporção superior de motoristas suspensos paulistas não se reflete nos números

Prorrogação de IPI eleva vendas, diz consultor
Porto de Santos terá obras de dragagem concluídas em 2011
BNDES lança linha de crédito de R$ 6 bilhões para ajudar pequena empresa a enfrentar crise

Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que, no Paraná, conduzir veículos com a suspensão do direito de dirigir foi mais comum no Paraná do que em São Paulo. A proporção superior de motoristas suspensos paulistas não se reflete nos números. Em 2007, 76 condutores foram flagrados cometendo essa infração pela PRF nas estradas paranaenses. No mesmo período, 27 pessoas foram pegas nas rodovias controladas pela polícia de São Paulo.

Uma das possíveis explicações é a maior extensão da malha paranaense. “É o que pode explicar essa diferença”, avalia o inspetor Marcelo Cidade, chefe de operações da delegacia metropolitana da PRF. De acordo com ele, as estatísticas são o alicerce das fiscalizações. “Fazemos um mapeamento dos locais com maior incidência de acidentes e infrações de trânsito. E direcionamos esse controle para essas regiões”, diz. A circulação de veículos também é levada em conta. Onde há mais veículos, existe probabilidade maior de encontrar condutores nessa situação. “Também se atinge público bem maior”, afirma.

O controle ocorre tanto no entorno da capital quando no interior do estado. “Fazemos o mesmo tipo de planejamento. Buscando áreas de concentração urbana. Mas isso não quer dizer que nos esquecemos das zonas rurais”, diz. Somente no ano passado, 350 mil veículos passaram por fiscalização nas estradas controladas pela PRF no Paraná.

COMMENTS