Carga tributária bate recorde e chega a 35,8% do PIB

A soma de bens e serviços produzidos no país - em 2008, um novo recorde, e representa 1,08 ponto percentual a mais do que a carga tributária de 2007 (34,72%)

Aprovado incentivo para comércio de veículos entre países do Mercosul
Agência Nacional de Transportes Terrestres discute regulamentação de cartão-frete
Frete da soja até Paranaguá fica 20% mais caro este ano

O peso dos impostos na economia aumentou para 35,8% do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de bens e serviços produzidos no país – em 2008, um novo recorde, e representa 1,08 ponto percentual a mais do que a carga tributária de 2007 (34,72%). Os números acabam de ser divulgados pela Receita Federal.

Segundo a Receita Federal, a variação resultou da combinação do aumento em termos reais de 5,1% do PIB e de 8,3% da arrecadação de impostos nos três níveis de governo. Foram considerados para o cálculo  um PIB de R$ 2,880 trilhões de 2008, contra R$ 2,597 trilhões de 2007. A arrecadação adotada no cálculo foi de R$ 1,034 trilhão, contra R$ 901 bilhões de 2007. (Daniel Lima – Agência Brasil)

Link para a matéria original

COMMENTS