Aeroporto de Cachoeiro terá verba federal

"Nosso aeroporto está abandonado, mas queremos recuperá-lo para que receber voos regulares", diz o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Coelho

Ladrões mudam a rota do roubo de cargas,
Obra na SC-401 até novembro
Fiems aposta no crescimento com IP e VCP em operação

O Aeroporto Raimundo Andrade, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, vai receber do governo federal R$ 970,9 mil para aquisição de equipamentos de proteção ao voo, que contribuirão para melhorar a navegação no aeroporto. Mas a prefeitura quer um volume maior de recursos. Reivindica o montante de R$ 6,5 milhões para que o terminal entre na rota das companhias aéreas.

“Nosso aeroporto está abandonado, mas queremos recuperá-lo para que receber voos regulares”, diz o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Coelho. Na situação em que se encontra, o terminal não opera à noite e está recebendo apenas voos particulares. O aeroporto de Cachoeiro tem cerca de 40 anos, e segundo o secretário, já recebeu as aeronaves da empresa Navegações Aéreas Brasileiras (NAB).

O terminal de Cachoeiro é o único do Espírito Santo listado entre os 24 aeroportos de 18 Estados relacionados à primeira etapa do Plano de Investimentos de 2009 do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa) e do Programa de Desenvolvimento de Infraestrutura Aeroportuária. O dinheiro virá do Ministério da Defesa, mas, para que o dinheiro seja repassado, o Estado terá que dar a contrapartida de 30% do valor.

A pista do aeroporto tem 1.200 metros de comprimento – o mesmo tamanho da pista do Santos Domont (RJ), mas a prefeitura quer a sua ampliação em 300 metros para dar maior segurança. O custo da ampliação da pista é de R$ 5 milhões. O restante do dinheiro seria aplicado na construção de dois helipontos, reforma dos banheiros, pintura, melhoria no pátio de aeronaves e compra de equipamentos.

A reforma, explica Coelho, poderia incluir o município na rota do petróleo, que contemplará as cidades de Linhares, Vitória, Macaé, Rio e Santos. Ele lembra que, no Sul do Estado, Cachoeiro é o único município que tem aeroporto.

“A reforma do aeroporto é importante para o turismo e para o desenvolvimento econômico dos municípios do Sul” (Ricardo Coelho secretário municipal de Desenvolvimento Econômico).

COMMENTS