Diesel baixo não reduz os preços das passagens

O presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Setrans), Fernando Bandeira, ponderou ainda que o sistema de transporte opera com défict de aproximadamente 10% e o novo preço do diesel representará uma diminuição de apenas 1,7%

Iveco vende 244 unidades ao governo
Diretor da Petrobras diz que estoques de álcool estão baixos, mas não há desabastecimento
Política integrada deve aprimorar desempenho do complexo portuário

Os usuários de ônibus da Região Metropolitana do Recife e da rede de transporte intermunicipal em Pernambuco não devem esperar queda no preço das tarifas em virtude da redução média de 9,6% no preço do diesel, que entrou em vigor desde ontem. A justificativa dada pelo governo do Estado e pelo setor empresarial é que, há dois anos, Pernambuco adotou apenas o IPCA como método de reajuste das passagens.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Setrans), Fernando Bandeira, ponderou ainda que o sistema de transporte opera com défict de aproximadamente 10% e o novo preço do diesel representará uma diminuição de apenas 1,7%.

A Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) informou que estuda um reajuste nas tarifas interestaduais, que deve sair até o final deste mês. Mas pelo que já sinalizou o engenheiro técnico em manutenção da Viação Itapemirim, Rogério Pezzin, o benefício da redução no valor do diesel refletirá, a princípio, na relocação interna de recursos.

COMMENTS