Ponte Rio-Niterói vai ampliar quarta faixa até o Rio

Medida visa a diminuir os congestionamentos na travessia Rio-Niterói

Santos Brasil apresenta investimentos na Intermodal
Gabrielli é eleito o Executivo de Petróleo de 2011
Demanda por voos domésticos em cai 5,47%

Entre as diversas medidas que estão sendo estudadas pela Secretaria Estadual de Transportes, a concessionária Ponte SA e a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT, para melhorar a travessia entre o Rio e Niterói, uma, a curto prazo, vai melhorar consideravelmente  o fluxo de veículos sobre a ponte: a expansão da quarta faixa até o Rio de Janeiro.

Hoje, quem trafega de Niterói para o Rio tem a opção de seguir por quatro faixas de rolamento desde a Praça do Pedágio até o vão central. Agora, a pedido do secretário estadual de Transportes Julio Lopes, a concessionária que administra a ponte vai estender as quatro faixas em mais oito quilômetros, chegando até os três acessos de descida para o Rio – Perimetral, Avenida Brasil e Rodoviária Novo Rio.

Os trabalhos começam em 15 dias. A partir do vão central, as faixas serão reposicionadas. O acostamento será nivelado e receberá nova pavimentação, e vai passar a servir também como  pista de rolamento. Essa medida só será possível porque hoje a estrutura da ponte conta com as duas baias de proteção suspensas, construídas pela concessionária em fevereiro de 2008. Essas baias servem justamente para receber os carros quebrados e enguiçados na via, e para o baseamento das equipes de atendimento da concessionária.

Além da pintura das faixas, o projeto envolve também a sinalização horizontal, vertical e semafórica eletrônica, que será reposicionada ao longo de toda travessia.

“Já estamos negociando esta medida há muito tempo com a direção da ANTT, que é quem autoriza qualquer intervenção na via. Estamos certos de que esta medida vai aumentar em muito a fluidez do trânsito na ponte. E para escoar os veículos nos acessos Rio e Niterói, já estamos negociando dois grandes projetos de engenharia com a ANTT. Quando essas melhorias nos acessos estiverem prontas, os engarrafamentos na ponte reduzirão consideravelmente”, afirmou o secretário Julio Lopes.

Entre as obras previstas estão a construção de um uma alça ligando a ponte direto à Linha Vermelha – um viaduto de dois quilômetros de extensão, começando na altura do Porto do Rio, seguindo pelo Caju e encontrando a Linha Vermelha um pouco antes da estação de tratamento de esgoto Alegria. Este projeto já está detalhado e já está em análise técnica adiantada na ANTT. Os acessos a Niterói ainda estão sendo estudados.

Pista Flex, para carros e motos, já está em funcionamento

Dentro desse pacote de melhorias, a concessionária, junto com a Secretaria de Transportes, inaugurou nesta terça-feira (26/05), uma cabine exclusiva para os motociclistas, que vão poder ganhar tempo na passagem pelo pedágio.

A pista entre as cabines seis e sete, na Praça do Pedágio, foi alargada para permitir a passagem simultânea de carros e motos. A cabine do lado esquerdo será destinada exclusivamente para carros de passeio. Já a cabine do lado direito será destinada a atender os motociclistas. Para ter acesso a cabine especial as motos vão seguir por uma pista mais estreita que ganhou sinalização especial, delimitada por cones.

Com a medida, os motoristas e motociclistas não vão mais que disputar espaço na hora de pagar o pedágio, tornando mais ágil e seguro a passagem pelas cabines de cobrança. A nova pista, que está sendo chamada pelos usuários de Pista Flex, é a primeira do gênero desenvolvida em rodovias do país.

COMMENTS