Ponte Rio-Niterói vai ampliar quarta faixa até o Rio

Medida visa a diminuir os congestionamentos na travessia Rio-Niterói

TomTom, gigante do GPS, chega ao país
Consórcio do Actros vende 200 cotas em 18 dias
Para Lula, ferrovia Transnordestina revoluciona região

Entre as diversas medidas que estão sendo estudadas pela Secretaria Estadual de Transportes, a concessionária Ponte SA e a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT, para melhorar a travessia entre o Rio e Niterói, uma, a curto prazo, vai melhorar consideravelmente  o fluxo de veículos sobre a ponte: a expansão da quarta faixa até o Rio de Janeiro.

Hoje, quem trafega de Niterói para o Rio tem a opção de seguir por quatro faixas de rolamento desde a Praça do Pedágio até o vão central. Agora, a pedido do secretário estadual de Transportes Julio Lopes, a concessionária que administra a ponte vai estender as quatro faixas em mais oito quilômetros, chegando até os três acessos de descida para o Rio – Perimetral, Avenida Brasil e Rodoviária Novo Rio.

Os trabalhos começam em 15 dias. A partir do vão central, as faixas serão reposicionadas. O acostamento será nivelado e receberá nova pavimentação, e vai passar a servir também como  pista de rolamento. Essa medida só será possível porque hoje a estrutura da ponte conta com as duas baias de proteção suspensas, construídas pela concessionária em fevereiro de 2008. Essas baias servem justamente para receber os carros quebrados e enguiçados na via, e para o baseamento das equipes de atendimento da concessionária.

Além da pintura das faixas, o projeto envolve também a sinalização horizontal, vertical e semafórica eletrônica, que será reposicionada ao longo de toda travessia.

“Já estamos negociando esta medida há muito tempo com a direção da ANTT, que é quem autoriza qualquer intervenção na via. Estamos certos de que esta medida vai aumentar em muito a fluidez do trânsito na ponte. E para escoar os veículos nos acessos Rio e Niterói, já estamos negociando dois grandes projetos de engenharia com a ANTT. Quando essas melhorias nos acessos estiverem prontas, os engarrafamentos na ponte reduzirão consideravelmente”, afirmou o secretário Julio Lopes.

Entre as obras previstas estão a construção de um uma alça ligando a ponte direto à Linha Vermelha – um viaduto de dois quilômetros de extensão, começando na altura do Porto do Rio, seguindo pelo Caju e encontrando a Linha Vermelha um pouco antes da estação de tratamento de esgoto Alegria. Este projeto já está detalhado e já está em análise técnica adiantada na ANTT. Os acessos a Niterói ainda estão sendo estudados.

Pista Flex, para carros e motos, já está em funcionamento

Dentro desse pacote de melhorias, a concessionária, junto com a Secretaria de Transportes, inaugurou nesta terça-feira (26/05), uma cabine exclusiva para os motociclistas, que vão poder ganhar tempo na passagem pelo pedágio.

A pista entre as cabines seis e sete, na Praça do Pedágio, foi alargada para permitir a passagem simultânea de carros e motos. A cabine do lado esquerdo será destinada exclusivamente para carros de passeio. Já a cabine do lado direito será destinada a atender os motociclistas. Para ter acesso a cabine especial as motos vão seguir por uma pista mais estreita que ganhou sinalização especial, delimitada por cones.

Com a medida, os motoristas e motociclistas não vão mais que disputar espaço na hora de pagar o pedágio, tornando mais ágil e seguro a passagem pelas cabines de cobrança. A nova pista, que está sendo chamada pelos usuários de Pista Flex, é a primeira do gênero desenvolvida em rodovias do país.

COMMENTS