Dnit anuncia pacote de obras no CE

O pacote de licitações para essas obras, cujo prazo de execução é um ano após a assinatura do contrato, foi apresentado ontem, em coletiva de imprensa, na Superintendência Regional do órgão no Ceará

Armadores reduzem capacidade operacional do Nordeste da Ásia para Austrália
Certificação operacional atesta qualidade de sete aeroportos da Infraero
Confira as 20 principais obras feitas nos últimos sete anos (PR)

Cerca de R$ 338 milhões serão investidos pelo Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) na restauração das rodovias federais BR-116, BR-020, BR-222 e BR-304 no território cearense. Ao todo, são 754 quilômetros de vias que receberão, além de nova pavimentação, mudanças estruturais para melhorar a malha viária do Estado.

O pacote de licitações para essas obras, cujo prazo de execução é um ano após a assinatura do contrato, foi apresentado ontem, em coletiva de imprensa, na Superintendência Regional do órgão no Ceará.

“Tratam-se de investimentos inéditos em restauração de rodovias no Ceará. Trechos críticos de estradas, como na BR-116, entre Ipaumirim e Milagres, além da BR-222, entre Croatá e Sobral”, explica o superintendente regional do Dnit no Ceará, Guedes Neto.

Os oito editais do pacote de licitações anunciados, no total de R$ 258 milhões, serão lançados em diferentes datas entre 13 de maio e 6 de junho. A previsão de início dos oito trechos, no entanto, conforme Guedes Neto, é no mês de julho. Já as obras dos três trechos licitados em fevereiro, reunindo R$ 79,8 milhões, para restauração da BR-116, entre Fortaleza e Messejana e de Jaguaribe a Pereiro; e na BR-020, de Canindé a Boa Viagem, começarão após o fim das chuvas, provavelmente no próximo mês de junho.

A restauração da BR-222, entre Croatá e Sobral, uma das estradas mais críticas do Estado, segundo Guedes Neto, está prevista para ser iniciada em outubro, já que o projeto está na fase final de aprovação.

“Esses editais de licitação não são promessas. Todos estão sendo lançados com recursos garantidos”, ressalta o superintendente regional do Dnit.

Um dos diferenciais desses editais, de acordo com ele, é que a empresa que vencer a licitação para executar a obra dará manutenção do trecho durante dois anos. “Isso reforça ainda mais a responsabilidade da empresa em fazer um serviço de qualidade. A nossa intenção é trabalhar para que no próximo inverno não estejamos nessa situação de agora”.

Com relação aos trechos de rodovias federais atingidas pelas chuvas, o titular do Dnit disse que o acesso foi interditado apenas em um trecho de sete quilômetros, entre Acaraú e Cruz, que dá acesso à Jericoacoara. “Não ficamos ilhados nesse ponto porque existe uma rodovia estadual que substitui a interditada”, finaliza, acrescentando que estão aguardando o fim das chuvas para fazer os reparos necessários para normalizar o tráfego.

COMMENTS