Cummins fecha fábrica

A Cummins fechará temporariamente uma fábrica de motores no estado norte-americano de Indiana para ajustar-se a uma decisão, anunciada pela Chrysler na semana passada, no sentido de interromper a produção em algumas de suas fábricas

LLX recebe licença prévia para construir porto
Uruguai sem fronteiras
Governo do Paraná não autoriza aumento do pedágio desde 2003

A Cummins fechará temporariamente uma fábrica de motores no estado norte-americano de Indiana para ajustar-se a uma decisão, anunciada pela Chrysler na semana passada, no sentido de interromper a produção em algumas de suas fábricas durante o processo de reestruturação que atravessa em meio à concordata.

“Muitas dúvidas” A Columbus MidRange Engine Plant (CMEP) da Cummins em Walesboro, Indiana, fechará no dia 15 de maio até que a Chrysler retome a produção de picapes , informou ontem em comunicado a Cummins, com sede na cidade de Columbus, Indiana. A fábrica é a única a produzir o motor turbo a diesel de 6,7 litros utilizado na fabricação do modelo Dodge Ram, afirmou a companhia.”Os motores que nós produzimos para a Chrysler respondem por toda a demanda da CMEP e com a interrupção na produção da Chrysler não será economicamente viável manter a fábrica operando”, disse em nota Jim Kelly, presidente da divisão de motores da Cummins.

“Há muitas dúvidas quanto à Chrysler, não se sabe ao certo quando retomará suas operações de produção, o que nos obrigou a tomar esta difícil decisão”, disse o dirigente.

A Cummins é a maior fabricante de motores a diesel para caminhões pesados na América do Norte, seguida pela Detroit Diesel, uma unidade da Daimler. A Cummins tinha 39,8 mil funcionários no dia 31 de dezembro de 2008. O fechamento da fábrica afetará cerca de 690 trabalhadores, informou a empresa em comunicado.

COMMENTS