Ao superar Chrysler, Honda expõe declínio de fabricantes americanos

A Toyota ultrapassou a Chrysler em vendas nos EUA em 2006 e a Ford em 2007. As montadoras japonesas atraíram os clientes norte-americanos com veículos com menor consumo de combustível

Senadores aprovam pagamento parcelado do DPVAT
Apresentado Projeto que deduz do IR despesas com pedágio
Gol faz promoção em rotas da Azul

A Honda Motor Co., a segunda maior montadora do Japão, poderá produzir mais veículos que a Chrysler LLC na América do Norte este ano, enfraquecendo ainda mais o domínio das empresas norte-americanas sobre o mercado interno. A Chrysler entrou com um pedido de concordata no A diferença entre a produção da Chrysler e da Honda diminuiu de 236.645 veículos no final de abril de 2008 para 17.011 no fim do mês passado. A maioria das fábricas da Chrysler está fechada há até 60 dias e analistas prevêem que a montadora japonesa superará a sua concorrente. A Honda também poderá ultrapassar as vendas da Chrysler nos Estados Unidos, ficando atrás apenas da General Motors Corp. (GM), ameaçada de falência, da Toyota Motor Corp. e da Ford Motor Co.

“Há uma transformação no horizonte”, disse Michael Robinet, analista da empresa CSM Worldwide, especializada em previsões e sediada em Northville, Estado do Michigan. “Esta crise da Chrysler e da GM acelerou a mudança sistemática que já vinha ocorrendo.””

A Toyota ultrapassou a Chrysler em vendas nos EUA em 2006 e a Ford em 2007. As montadoras japonesas atraíram os clientes norte-americanos com veículos com menor consumo de combustível. A participação das”“Três Grandes”” montadoras dos EUA (GM, Ford e Chrysler) no mercado do país desabou de mais de 70 por cento há uma década para 44,4 por cento este ano, enquanto as vendas do setor como um todo caíram ao volume mais baixo em cerca de três décadas.

A Honda, a quinta maior nos EUA desde 1988, vendeu mais que a Chrysler este ano, em dados de abril. As vendas da montadora no país registraram queda de 32 por cento, para 332.014 unidades, em comparação com o declínio de 46 por cento da Chrysler, para 323.890. No total, as vendas de veículos nos EUA caíram 37 por cento nos quatro primeiros meses deste ano.

As vendas de carros e utilitários na América do Norte caíram 49 por cento este ano até abril. A Chrysler lidera o declínio entre as maiores montadoras, segundo Haig Stoddard, analista da IHS Global. A produção da Chrysler no período caiu 57 por cento, para 322.773 unidades, segundo dados da empresa. A Honda produziu 305.762 automóveis nos EUA, Canadá e México até o mês passado, 40 por cento a menos que nos quatro primeiros meses de 2008.

“O mercado amadureceu”, disse o economista Kim Hill, do Centro de Pesquisa Automotiva de Ann Arbor, no Estado norte-americano de Michigan.”E “se afasta do modelo tradicional das `Três Grandes”, em direção a um muito mais internacional.”

COMMENTS