Reajuste de querosene não será repassado

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, antecipou que os preços do QAV terão reajuste de 6,2% a partir de 1º de maio de 2009, representando a primeira alta do ano

Após 2 meses ruins, setor de motos se recupera
Kepler Weber, ainda longe do efeito da crise
MT ganha movimento pró-logística

Com o reajuste nos preços de querosene de aviação (QAV), os valores dos bilhetes da companhia aérea brasileira Gol não sofrerão alterações. A afirmação foi dada por Constantino de Oliveira Junior, presidente da companhia.

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, antecipou que os preços do QAV terão reajuste de 6,2% a partir de 1º de maio de 2009, representando a primeira alta do ano.

“Isso também vai depender da oferta e demanda, mas um reajuste como este não é suficiente para gerar impacto nos preços, é um número que da para absorver, portanto não acredito em mais aumento de preços”, ressalta o presidente da Gol.

O QAV é reajustado todo mês pela Petrobras conforme a variação de uma cesta de produtos derivados do petróleo. A cesta tem como um dos principais itens o petróleo cru. Em janeiro, fevereiro e março a queda foi de 16,76%, 0,39% e 10,29% respectivamente. (Gazeta Mercantil/Caderno C – Pág. 5)(Déborah Costa/Investnews)

COMMENTS