Iveco não muda estratégia de crescimento

Ainda neste ano serão inauguradas duas dezenas de concessionárias (veja relação), diz do Orlando Merluzzi, diretor de desenvolvimento de Rede e Negócios para a América Latina da Iveco

TAM Airlines muda estrutura
Fusão da Iberia e BA se definirá em março
Alteração dos prazos para pagar impostos está no Diário Oficial

A crise não fez a mais novata marca de caminhões do Brasil dar marcha a ré. Os planos da Iveco seguem em frente. Ainda neste ano serão inauguradas duas dezenas de concessionárias (veja relação), diz do Orlando Merluzzi, diretor de desenvolvimento de Rede e Negócios para a América Latina da Iveco.

“Teremos até o final de 2009 uma rede de 95 revendas, planejamos chegar a 117 unidades em 2010 e atingiremos um total de 133 revendas em 2011. Em 2007 tínhamos 62 revendas”.

Merluzzi, que passou por outras marcas antes de chegar à Iveco, diz que não teme a crise. “O ano de 1992 este sim foi efetivamente difícil. O mercado brasileiro na ocasião vendeu 25 mil caminhões”, diz, para arrematar. “Este ano vamos passar de 100 mil unidades, menor que 2008, mas assemelhado ao número de 2007, um dos melhores resultados da história.”

A Iveco fechou o primeiro trimestre com 6,15% nos licenciametos de caminhões, segundo dados do Renavam.

Link para a matéria

COMMENTS