Tramontini investe em trator de baixa potência

Além da Tramontini, Yahama e Agrale são, atualmente, grandes fornecedores de tratores de baixa potência no mercado interno

Rodovias do Rio terão operação contra roubo de cargas, contrabando e sonegação fiscal
Petrobras já conta com incentivos fiscais no CE
Algodão pode ser usado em biodiesel

A Tramontini Implementos Agrícolas, situada em Venâncio Aires (RS) coloca no mercado na próxima semana dois tratores, de 32 e de 50 cv, que inauguram a “Série Brasil” da montadora, ou seja, veículos enquadrados nos parâmetros estabelecidos pelos programas do governo federal voltados para a agricultura familiar, como o “Mais Alimentos”. A informação à Gazeta Mercantil foi dada pelo gerente comercial, Júlio Cezar Cercal, que não forneceu mais detalhes sobre os novos produtos.

O executivo informa que a Tramontini firmou o Termo de Compromisso com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para cumprir o plano progressivo de nacionalização dos tratores que hoje possuem chassi, motor e câmbio importados da China. A linha de produtos está situada na faixa de 45%. “Há um potencial de crescimento para tratores de pequeno porte e nós vamos entrar firme”, assegura Cercal. A empresa desenvolveu um time de 180 fornecedores locais para assegurar a meta.

Além da Tramontini, Yahama e Agrale são, atualmente, grandes fornecedores de tratores de baixa potência no mercado interno. O executivo gaúcho conta, entretanto, que as boas perspectivas para a agricultura familiar também estão despertando a atenção de outros players, entre os quais a New Holland. “Eles estão desenvolvendo alguma coisa”, comenta Cercal, acrescentando que em 2008 a sua montadora conquistou uma fatia de 6% no segmento até 50cv.

COMMENTS