Tramontini investe em trator de baixa potência

Além da Tramontini, Yahama e Agrale são, atualmente, grandes fornecedores de tratores de baixa potência no mercado interno

Deutsche Post corta 15 mil empregos
Restrição ao tráfego de veículos pesados começa hoje em Campinas
Infraero adquire 121 ônibus para equipar rede

A Tramontini Implementos Agrícolas, situada em Venâncio Aires (RS) coloca no mercado na próxima semana dois tratores, de 32 e de 50 cv, que inauguram a “Série Brasil” da montadora, ou seja, veículos enquadrados nos parâmetros estabelecidos pelos programas do governo federal voltados para a agricultura familiar, como o “Mais Alimentos”. A informação à Gazeta Mercantil foi dada pelo gerente comercial, Júlio Cezar Cercal, que não forneceu mais detalhes sobre os novos produtos.

O executivo informa que a Tramontini firmou o Termo de Compromisso com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para cumprir o plano progressivo de nacionalização dos tratores que hoje possuem chassi, motor e câmbio importados da China. A linha de produtos está situada na faixa de 45%. “Há um potencial de crescimento para tratores de pequeno porte e nós vamos entrar firme”, assegura Cercal. A empresa desenvolveu um time de 180 fornecedores locais para assegurar a meta.

Além da Tramontini, Yahama e Agrale são, atualmente, grandes fornecedores de tratores de baixa potência no mercado interno. O executivo gaúcho conta, entretanto, que as boas perspectivas para a agricultura familiar também estão despertando a atenção de outros players, entre os quais a New Holland. “Eles estão desenvolvendo alguma coisa”, comenta Cercal, acrescentando que em 2008 a sua montadora conquistou uma fatia de 6% no segmento até 50cv.

COMMENTS