Preço da gasolina no país não será reduzido, diz Gabrielli

A empresa teve em 2008 sobra de caixa de R$ 16 bilhões e já conta para este ano com financiamentos no valor de US$ 6 bilhões

Mercado de caminhões no país continua paralisado
Vale suspende produção de duas fábricas no Espírito Santo por causa da crise global
Salão mostra híbridos que estarão no mercado em 2009

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, disse hoje (24), na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, que o preço da gasolina no Brasil não será reduzido e que está alinhado com valores internacionais. A empresa, segundo ele, teve em 2008 sobra de caixa de R$ 16 bilhões e já conta para este ano com financiamentos de bancos internacionais no valor de US$ 6 bilhões.

Gabrielli disse ainda que a estatal prevê investimentos internos de US$ 158,2 bilhões entre 2009 e 2013, o que representa uma média anual de US$ 20 bilhões. Isso implicará na necessidade de criação de mais de 1 milhão de postos de trabalho por ano e na preparação de 243 mil trabalhadores para o setor. A geração de riqueza média anual no período será de R$ 309 bilhões.

Gabrielli lembrou que em 2008 a Petrobras proporcionou ao país uma arrecadação aproximada de R$ 80 bilhões em impostos,contribuições e participações governamentais.

Link para a matéria

COMMENTS