ANTT contesta Abrati e diz que não age à revelia dos “atores do sistema”

A superintendente de serviços de transporte de passageiros da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Sonia Haddad, disse que o processo de licitação das linhas de ônibus interestaduais está dentro do cronograma e que serão realizadas reuniões com representantes do setor

Sistema do recadastramento do RNTRC ficará fora do ar até março
3,4 milhões de pessoas optaram por transporte rodoviário durante Copa do Mundo no Brasil
Autoridades se reúnem com presidente da ANTT

A superintendente de serviços de transporte de passageiros da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Sonia Haddad, disse que o processo de licitação das linhas de ônibus interestaduais está dentro do cronograma e que serão realizadas reuniões com representantes do setor e com trabalhadores para que o edital seja melhor estruturado. Segundo ela, hoje o Ministério Público do Trabalho e os sindicatos dos profissionais estarão em audiência na ANTT para tratar de alternativas para minimizar o impacto da adoção da novas regras a partir do próximo ano.

“Estamos nos reunindo com todos os agentes e o próximo passo é analisar todas as sugestões feitas pelos empresários do setor. O processo não está sendo conduzido à revelia de todos os atores do sistema”, disse Sonia Haddad, contestando a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati). .

A superintendente informou que será colocada em consulta pública uma modelagem para o processo de transição. “Em janeiro de 2010 começa a operação desse novo modelo,.mas queremos que isso não interfira tanto na vida do passageiro”, disse Sonia Haddad. Segundo ela, toda a transição deverá ser feita em 18 meses e no edital terá um ítem que dará flexibilidade às regras estabelecidas na licitação. “Se algo for dimensionado de forma errada, poderemos mudar. Até porque é uma licitação para uma concessão de 15 anos”.

COMMENTS