Supremo prorroga por mais 180 dias prazo para analisar mérito de ação sobre Cofins

Até o julgamento final, permanecerão suspensos todos os processos que tramitam na Justiça sobre a legalidade da inclusão de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na base de cálculo da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins)

Movimentação de granéis sólidos no Porto de Paranaguá cresceu 6,2% em 2009
Confira as 20 principais obras feitas nos últimos sete anos (PR)
ANTAQ autoriza duas empresas a explorarem TUPs no Rio Grande do Sul

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram na sessão de ontem (4) prorrogar por mais 180 dias o prazo para votar o mérito da Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) nº 18, em atendimento a pedido do relator, ministro Menezes Direito.

Até o julgamento final, permanecerão suspensos todos os processos que tramitam na Justiça sobre a legalidade da inclusão de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na base de cálculo da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). Essa tributação, prevista na Lei federal 9.718, de 1998, tem sido afastada por alguns tribunais e juízes em ações de empresas contra a União.

A suspensão dos processos já vigorava desde o dia 13 de agosto de 2008, quando foi estabelecido um prazo de 180 dias, que estava prestes a se esgotar.

Link para a matéria

COMMENTS