Recuo nas vendas de caminhões preocupa setor

Desta vez o que preocupa são as vendas de caminhões (incluindo semileves, leves, médios, semipesados e pesados) que apresentaram uma redução de 22,3% em janeiro na comparação com o mesmo mês do ano anterior

Setor automotivo deve investir R$ 24 bilhões até 2015, diz Miguel Jorge
Mercado de seguros prevê fusões de porte ainda este ano
Grupo da CDH reúne-se nesta segunda-feira para discutir condições de trabalho dos motoristas profissionais

Mesmo com o incremento nas vendas de veículos, incluindo nacionais e importados, em janeiro, o setor automotivo tem uma preocupação adicional. Desta vez o que preocupa são as vendas de caminhões (incluindo semileves, leves, médios, semipesados e pesados) que apresentaram uma redução de 22,3% em janeiro na comparação com o mesmo mês do ano anterior, somando 6.669 unidades comercializadas.

“A queda nas vendas de caminhões refletiu o efeito do mercado interno e as exportações”, afirma Jackson Schneider, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Na contramão, na comparação com dezembro as vendas de caminhões em janeiro avançaram 8,7%. No último mês de 2008, as vendas para este segmento atingiram 6.135 unidades.

A Volkswagen Caminhões e Ônibus liderou as vendas de caminhões em janeiro totalizando 2.546 unidades vendidas. Em segundo lugar, está a Mercedes-Benz com 1.742 unidades, seguida pela Ford com 1.314 caminhões vendidos. “Outro ponto é a questão da escassez do crédito, uma vez que 98% das compras de caminhões são financiadas”, avaliou o presidente da Anfavea.

No mesmo sentido, as vendas de ônibus recuaram 35,4% em janeiro de 2009 na comparação com igual mês de 2008 totalizando 1.697 unidades. No entanto, quando comparado com dezembro de 2008 as vendas subiram 40,6%, sendo que em dezembro foram vendidas 1.207 unidades e em janeiro, 1.697 unidades.

A Mercedes-Benz foi a campeã de vendas no período, ao comercializar 718 unidades, seguida pela Volkswagen Caminhões e Ônibus com 5.56 ônibus vendidos e a Agrale com 1.381 unidades. As informações foram divulgadas hoje pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Link para a matéria

COMMENTS