Obras do Complexo Anhangüera trazem melhorias para o meio ambiente

Programa de plantio de 1.200 árvores nativas pela AutoBAn promoverá arborização urbana na região, beneficiando natureza e comunidade

Superintendência do Porto de Itajaí (SC) fecha ano com déficit milionário
Tributarista é favorável ao aumento do prazo para pagamento do ICMS
“Dicionário de Logística” ganha nova edição

Um ambiente arborizado é essencial à qualidade de vida, principalmente em uma metrópole como São Paulo. Por este motivo e pelo seu compromisso com o desenvolvimento social e bem estar dos usuários do Sistema Anhangüera-Bandeirantes e das comunidades da região sob influência das rodovias, a AutoBAn promove vários projetos sociais, inclusive ligados ao meio ambiente.

Na região das obras do Complexo Anhangüera, entre o km 13 e a Marginal do Tietê, a Concessionária está realizando o plantio de 1.150 mudas de grande porte, além do transplante 89 árvores adultas, a fim de contribuir para a manutenção e qualificação da diversidade vegetal no ambiente da região.

Para contribuir com a beleza da paisagem, sombreamento, abrigo e alimento para a fauna urbana, diversidade biológica, diminuição da poluição — principalmente no que se refere a ruído e qualidade do ar —, além da melhora nas condições de permeabilidade do solo, foram escolhidas para o plantio em calçadas quatro espécies nativas: Quaresmeira, Ipê amarelo, Manacá da Serra e Caroba. Quando adultas estas árvores produzem belas e coloridas flores.

Parte das mudas de grande porte (altura mínima de 2,5 metros e 7 cm de diâmetro) está sendo plantada em calçadas de mais de 20 ruas dos bairros Vila Anastácio e Parque São Domingos. As demais, em outras áreas no entorno das obras, como alças de acesso, canteiros e gramados.

Além do plantio de novos espécimes, a ação contempla o transplante de 89 árvores nativas adultas e sadias, resistentes ao remanejamento para lugares próximos ao seu local de origem. O transplante dessas árvores conta com uma operação especial para retirada, transporte, replantio e manutenção, em que são tomados todos os cuidados necessários como, por exemplo, a utilização de guindastes e outros equipamentos compatíveis com o porte e espécie de cada uma.

Com investimento na ordem de R$ 540 mil, o programa envolve mais de 30 profissionais, entre engenheiros agrônomos, paisagistas, jardineiros e ajudantes. Sua conclusão deve ocorrer na época do término das obras do entroncamento da Via Anhangüera com a Marginal Tietê, previsto para o primeiro semestre deste ano.

Endereços dos plantios

Av. Raimundo Pereira Magalhães e nas ruas: Bartolomeu Bueno, Coroados, Martinho de Campos, Conselheiro Ribas, Fortunato Ferraz, Ernesto Igel, Giovani Ricordati, Rubens de Souza, Abraham Licoln, José Calazans, Waltrudes Correia, Dos Radialistas, José de Morais, Antonio Carlos Pereira, Silvio de Sá, Ibiraúna, Odon Figueredo, Inácio Luis e Manuel Domingues.

COMMENTS