McLane espera crescer 80% até 2010

Foram cerca de R$ 52 milhões em novos investimentos, que visam contribuir para o objetivo da companhia de crescer 80% até 2010

Tráfego da Gol cresce no País, mas cai no exterior
Governo tenta reaquecer venda de motos com redução de IOF
Empréstimo-ponte para infra-estrutura

Apesar do atual cenário econômico mundial, a McLane, integradora logística, fecha o ano de 2008 com um balanço positivo. Entre as conquistas, destacam-se a aquisição de uma nova unidade no Rio de Janeiro e a expansão de um Centro de Distribuição em Porto Alegre. Foram cerca de R$ 52 milhões em novos investimentos, que visam contribuir para o objetivo da companhia de crescer 80% até 2010.

‘Novas operações foram conquistadas, o que representou um aumento de faturamento de 20% em relação ao ano de 2007’, afirma Ozoni Argenton Jr, diretor de operações da McLane.

Para acompanhar o crescimento da empresa, foram contratados mais de 500 colaboradores. Atualmente, a McLane emprega 1.300 funcionários distribuídos entre os seus seis centros de distribuição, localizados no Estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Rio Grande do Sul.

E, para este ano, a empresa planeja expandir ainda mais sua atuação como integrador logístico e crescer de 20 a 25%. ‘Estamos otimistas e a expectativa é que 2009 seja um ano de grandes realizações para a McLane’, comenta Argenton. Segundo o executivo, o programa de crescimento da empresa terá continuidade independentemente do cenário econômico.

Com o objetivo de oferecer mais opções de serviços aos seus clientes, a McLane adquiriu, em 2008, a Resende Armazéns Gerais e Logística da Amazônia S/A – RAGLA, empresa que atua como pólo de distribuição de produtos industrializados na Zona Franca de Manaus. Na unidade, que está localizada em Resende, no Rio de Janeiro, a companhia continuará prestando os serviços e os benefícios já oferecidos pela RAGLA, entre eles a distribuição fracionada. Outro diferencial é a disponibilidade dos produtos para os mercados do sul e do sudeste do Brasil, além da atrativa logística fiscal das mercadorias, com a suspensão de ICMS por até 180 dias. Com um investimento de R$ 35 milhões, a expectativa da McLane com esta aquisição é aumentar seu faturamento em 25%.

Além da nova unidade no Rio de Janeiro, a companhia também ampliou o Centro de Distribuição de Canoas, no Rio Grande do Sul. A McLane está investindo R$ 15 milhões na expansão e a expectativa é de que o empreendimento seja concluído em fevereiro de 2009. Com a ampliação do CD, a integradora logística dobrará a capacidade de armazenamento, que, atualmente, movimenta cerca de 110 mil toneladas por ano.

Link para a matéria

COMMENTS