Inspeção veicular de São Paulo começa com 4,7% de adesão

Veículos com placa final 1, que haviam marcado a verificação para hoje, já tiveram o nível de poluentes emitidos checado em algum dos sete postos de fiscalização em funcionamento na cidade

Anac determina fechamento do aeroporto de Feira de Santana
Concessionárias terão de correr na disputa dos leilões este ano
Farmacêuticos terão manual de boas práticas para a indústria

Começaram ontem (2) as inspeções para o controle da poluição emitida por automóveis e motocicletas na capital paulista. Veículos com placa final 1, que haviam marcado a verificação para hoje, já tiveram o nível de poluentes emitidos checado em algum dos sete postos de fiscalização em funcionamento na cidade.

De acordo com a Secretaria Municipal de Verde e Meio Ambiente, só na primeira fase do programa de inspeção veicular, que vai até 30 de abril, 227 mil carros e motos com placa final 1 terão de passar pela verificação. Contudo, até o último dia 30, só 10.835 haviam agendado a fiscalização – 4,7% do esperado.

A secretaria informou, entretanto, que a adesão está dentro de suas expectativas, já que o programa de inspeção veicular é novo e foi estendido a carros e motos neste ano.

No total, 2,5 milhões de veículos, incluindo carros, motos e caminhões, terão de passar pela inspeção neste ano. A partir de março, começam a ser fiscalizados automóveis e motocicletas com placa final 2 e, a partir de junho, os caminhões.

A inspeção veicular é gratuita e obrigatória para todos os caminhões e para os carros e motos fabricados a partir de 2003. Os motoristas que não levarem seus veículos para a fiscalização estarão sujeitos a multa de R$ 550 e terão o licenciamento do carro, moto ou caminhão bloqueado.

Link para a matéria

COMMENTS