Estrangeiros disputam licitação de trens do Rio

Semana passada, chineses, coreanos e franceses disputaram a licitação para aquisição de 30 trens, por parte da Secretaria de Transportes do Rio de Janeiro

Vagas para estágio vão diminuir com nova lei, avalia entidade
Cosan vende área de combustível de aviação à Shell
Congonhas, Guarulhos e Santos Dumont não comportam mais voos em horários de pico

Os estrangeiros estão mesmo de olho nas oportunidades do setor ferroviário brasileiro. Semana passada, chineses, coreanos e franceses disputaram a licitação para aquisição de 30 trens, por parte da Secretaria de Transportes do Rio de Janeiro, que serão destinados à Central/SuperVia. Ainda não foi dado prazo para a divulgação do vencedor na concorrência, que vale um negócio de cerca de US$ 220 milhões, para o fornecimento de quatro composições destinas a movimentação de passageiros.

Estão no páreo, ao terem participado da concorrência, dois consórcios chineses, um composto pelas empresas CMC-CNR CRC e o outro por CSR Qingdao Sifang Locomotive & RolLing Stock Co, bem como a coreana Rotem Company e a francesa Alstom Transport, conforme divulgou a secretaria.

Os novos equipamentos serão financiados pelo Banco Mundial, que fará a avaliação final do projeto, após uma pré-avaliação que será realizada por uma comissão. A ação integra a segunda etapa do Programa Estadual de Transportes. A intenção é a modernização do sistema ferroviário metropolitano do Rio.

Após todo o processo de verificação das propostas, e a confirmação do vencedor, o consórcio terá o prazo de um ano para a entrega do primeiro trem. A partir daí, mais 21 meses serão contados para a consolidação do restantes.

Link para a matéria

COMMENTS