As dez maiores do setor de TRC

Direcionamento estratégico ou erros e acertos da empresa, também pesaram na avaliação

Funcionários da GM em São Caetano do Sul (SP) voltam ao trabalho
Licitação da Ferroeste para aquisição de 500 vagões dá otimismo ao setor privado
Contran define calendário para instalação de sistema antifurto

Especialistas ouvidos pela revista QUATRO RODAS FROTA S/A estimaram o valor das empresas de transporte de carga com base na expectativa de lucro nos próximos dez anos, no patrimônio e nas dívidas de médio e longo prazo. Outros fatores, como direcionamento estratégico ou erros e acertos da empresa, também pesaram na avaliação. Segue abaixo o ranking das empresas e o quanto elas valem:
1. Julio Simões – R$ 350 a R$ 400 milhões
2. Binotto – R$ 300 a R$ 350 milhões
3. Braspress – cerca de R$ 300 milhões
4. Mercúrio – R$ 250 a R$ 300 milhões
5. Atlas – R$ 200 a R$ 250 milhões
6. Rodoviário Ramos – R$ 180 a R$ 200 milhões
7. Rapidão Cometa – R$ 150 a R$ 180 milhões
8. Expresso Araçatuba – R$ 120 a R$ 150 milhões
9. Ouro Verde – cerca de R$ 120 milhões
10. Coopercarga – cerca de R$ 100 milhões

COMMENTS