Abertas as inscrições para o Seminário Internacional sobre Hidrovias Brasil/Holanda

O evento contará com a participação de especialistas, empresários e autoridades dos dois países, entre as quais o ministro dos Transportes brasileiro, Alfredo Nascimento, o ministro dos Transportes, Obras Públicas e Recursos Hídricos da Holanda, Camiel Eurlings, e o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho

Projeto acaba com desconto de vale-transporte no salário
São Paulo tem primeiro ônibus a hidrogênio da América Latina
Média diária de exportações e de importações cai em dezembro

Até o dia 20 de fevereiro estarão abertas as inscrições para o Seminário Internacional sobre Hidrovias Brasil/Holanda, que a Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ realizará nos dias 4 e 5 de março, no auditório da Confederação Nacional dos Transportes – CNT, em Brasília.

O evento contará com a participação de especialistas, empresários e autoridades dos dois países, entre as quais o ministro dos Transportes brasileiro, Alfredo Nascimento, o ministro dos Transportes, Obras Públicas e Recursos Hídricos da Holanda, Camiel Eurlings, e o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho.

Com o Seminário Brasil-Holanda, a ANTAQ dá continuidade ao ciclo de debates sobre o transporte hidroviário interior. Ao longo de três anos, a Agência promoveu nove eventos nacionais, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das hidrovias brasileiras, e dois encontros internacionais: o seminário com a Bélgica e o seminário Brasil/Estados Unidos (Mississipi), ambos transcorridos em 2008.

A privilegiada localização geográfica aliada à uma densa infraestrutura física e ao alto grau de especialização e implementação de conceitos inovadores e sustentáveis fazem da Holanda o principal centro logístico da Europa. Por sua vez, o Brasil, com 63 mil quilômetros de extensão total de águas – segunda maior bacia hidrográfica do mundo -, trabalha para ampliar a utilização comercial das suas vias navegáveis, que hoje somam pouco mais de 13 mil quilômetros.

Segundo o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho, o evento ajudará a estreitar as crescentes relações entre Brasil e Holanda no setor da navegação interior. “A troca de informações e experiências contribuirão para desenvolver e modernizar o modal hidroviário no Brasil e aperfeiçoar ainda mais a pujante navegação holandesa”, acredita Fialho.

TEMAS PRIORITÁRIOS

Durante o seminário, serão abordados os seguintes temas: regulamentações e assuntos legislativos, área considerada prioritária pela ANTAQ por englobar o sistema legal para uso das hidrovias, monitoramento e controle e implementação de terminais, entre outros aspectos legais; estabilidade dos canais de navegação (cartas eletrônicas e manejo da infraestrutura); embarcações em relação à infraestrutura e à carga. A frota brasileira consiste, hoje, basicamente de comboios movidos por empurradores, diferentemente da Europa, onde predominam embarcações motorizadas, mais eficientes.

Também serão destaque no seminário assuntos relacionados ao monitoramento e controle operacional e à promoção da navegação interior. Este último tópico tem a ver com o convencimento dos políticos e da sociedade em geral para o fato de que a navegação interior é a modalidade preferencial de transporte dadas às suas vantagens ambientais, de segurança e oportunidades de logística.

Inscrições

COMMENTS