Abertas as inscrições para o Seminário Internacional sobre Hidrovias Brasil/Holanda

O evento contará com a participação de especialistas, empresários e autoridades dos dois países, entre as quais o ministro dos Transportes brasileiro, Alfredo Nascimento, o ministro dos Transportes, Obras Públicas e Recursos Hídricos da Holanda, Camiel Eurlings, e o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho

Finanças aprova isenção de taxa para morador de cidade com pedágio
“É hora de investir”, diz diretor da Petrobras
Biocombustível de segunda geração entra em produção até 2015, informa diretor da Petrobras

Até o dia 20 de fevereiro estarão abertas as inscrições para o Seminário Internacional sobre Hidrovias Brasil/Holanda, que a Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ realizará nos dias 4 e 5 de março, no auditório da Confederação Nacional dos Transportes – CNT, em Brasília.

O evento contará com a participação de especialistas, empresários e autoridades dos dois países, entre as quais o ministro dos Transportes brasileiro, Alfredo Nascimento, o ministro dos Transportes, Obras Públicas e Recursos Hídricos da Holanda, Camiel Eurlings, e o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho.

Com o Seminário Brasil-Holanda, a ANTAQ dá continuidade ao ciclo de debates sobre o transporte hidroviário interior. Ao longo de três anos, a Agência promoveu nove eventos nacionais, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das hidrovias brasileiras, e dois encontros internacionais: o seminário com a Bélgica e o seminário Brasil/Estados Unidos (Mississipi), ambos transcorridos em 2008.

A privilegiada localização geográfica aliada à uma densa infraestrutura física e ao alto grau de especialização e implementação de conceitos inovadores e sustentáveis fazem da Holanda o principal centro logístico da Europa. Por sua vez, o Brasil, com 63 mil quilômetros de extensão total de águas – segunda maior bacia hidrográfica do mundo -, trabalha para ampliar a utilização comercial das suas vias navegáveis, que hoje somam pouco mais de 13 mil quilômetros.

Segundo o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho, o evento ajudará a estreitar as crescentes relações entre Brasil e Holanda no setor da navegação interior. “A troca de informações e experiências contribuirão para desenvolver e modernizar o modal hidroviário no Brasil e aperfeiçoar ainda mais a pujante navegação holandesa”, acredita Fialho.

TEMAS PRIORITÁRIOS

Durante o seminário, serão abordados os seguintes temas: regulamentações e assuntos legislativos, área considerada prioritária pela ANTAQ por englobar o sistema legal para uso das hidrovias, monitoramento e controle e implementação de terminais, entre outros aspectos legais; estabilidade dos canais de navegação (cartas eletrônicas e manejo da infraestrutura); embarcações em relação à infraestrutura e à carga. A frota brasileira consiste, hoje, basicamente de comboios movidos por empurradores, diferentemente da Europa, onde predominam embarcações motorizadas, mais eficientes.

Também serão destaque no seminário assuntos relacionados ao monitoramento e controle operacional e à promoção da navegação interior. Este último tópico tem a ver com o convencimento dos políticos e da sociedade em geral para o fato de que a navegação interior é a modalidade preferencial de transporte dadas às suas vantagens ambientais, de segurança e oportunidades de logística.

Inscrições

COMMENTS