Motoboys mais civilizados em São Paulo

Seleção cuidadosa, uniformes impecáveis e curso de pós-venda são os diferenciais da Rede Dídio Pizza para a entrega de seus produtos por meio de motocicletas

Legalizado: Serviço de motoboys em Rondônia é aprovado pela Assembleia
Campanha sobre riscos de acidentes com moto ocorre em 23 estados
Câmara aprova instalação de antenas contra cerol em motos

Nada melhor do que receber uma pizza quentinha, no tempo certo e através de um entregador motorizado simpático e educado, que não apenas entrega o produto, mas cuida da qualidade e realiza um pós-venda para verificar a satisfação do cliente, com perguntas como “a pizza foi entregue no horário” e “foi bem atendido”?.

Diferentemente da grande maioria das pizzarias delivery, que terceiriza a entrega das pizzas com motoqueiros que quase sempre fazem “bicos” na informalidade, a Dídio Pizza aposta nas pessoas como seu grande diferencial, fazendo uma rigorosa seleção dos funcionários motorizados, que preferencialmente devem ser casados e além de receberem registro em carteira e todos os benefícios, precisam estar com a documentação das motos em dia, além de conservarem o veículo em prefeito estado.

A rede acaba de finalizar a confecção do manual de treinamento, que inclui o pós-venda e intensifica a importância da entrega para a qualidade total do negócio. “Todos os nossos entregadores são legalizados e registrados”, explica Elídio Biazini, que vê nas pessoas casadas e com filhos as melhores opções para a função. “Quem tem família é mais responsável e vê esse trabalho como uma real oportunidade, e não apenas como um trabalho temporário”, garante ele, “e isso nos confere mais qualidade no atendimento”.

Robson Pazinato, que começou na rede como entregador, é hoje Coordenador e Consultor de Campo, auxiliando os franqueados nas contratações de entregadores e no treinamento: “enfatizamos com cada entregador e importância da aparência e do trato com o cliente para a garantia de que se tornarão consumidores fiéis”, enfatiza. Segundo Biazini, a idéia é reproduzir o papel de Robson em lojas maiores, com mais de 8 entregadores, que terão seu próprio coordenador de entrega, responsável pela qualidade do pós-venda.

COMMENTS