Governo de São Paulo define modelo de concessão para o Expresso Aeroporto

Projeto tem o objetivo de oferecer transporte com velocidade e segurança entre o Centro de São Paulo e Aeroporto de Cumbica, o mais movimentado do Brasil. Modelo de concessão será realizado por meio de outorga e tarifa máxima ao usuário deverá ficar em R$ 35,00

Aéreas são convocadas pelo CNJ para ações durante a Copa 2014 e das Confederações
Capital Realty lança novo Centro Logístico em Santa Catarina
Pedidos para rodovias negados

O Diário Oficial do Estado de São Paulo publicou nesta quinta-feira o decreto do governador José Serra que estabelece os termos para a concessão das obras de construção do Expresso Aeroporto, projeto que tem o objetivo de oferecer transporte de qualidade entre o Centro da Capital paulista e o Aeroporto de Cumbica.

No decreto, o governo do Estado estabelece que ficará a cargo do futuro concessionário a realização das obras civis brutas da Estação Cecap, da Linha 13-Jade (Trem de Guarulhos), do trecho elevado da via, que parte daquela estação até o ponto de ligação com a Linha 12-Safira, e as demais obras para implantação da Linha 14-Ônix – Expresso Aeroporto.

As demais obras civis necessárias à implantação da Linha 13, como estações, via permanente, instalação de sistemas e outros, inclusive sua operação, ficarão a cargo do Governo do Estado de São Paulo por intermédio da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

O critério de julgamento da licitação será o maior valor oferecido em moeda corrente nacional pela outorga da concessão a ser pago ao poder concedente. O valor da tarifa máxima foi revisto para R$ 35,00, assim como a estimativa de demanda, considerando aspectos como o aumento no percentual de passageiros em conexão de 10% para 15% dos vôos do aeroporto internacional de Guarulhos e a projeção de demanda limitada à capacidade de operação com o TPS 3.

O concessionário terá 32 anos para operação e até três anos para construção da obra. Essas alterações respondem às sugestões recebidas na audiência pública e contribuem para sua atratividade.

COMMENTS