Fusão Gol/Varig gerou atrasos, afirma Anac

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o índice cresceu pressionado por problemas com a Gol/Varig e Webjet

Redução de imposto sobre trigo para conter inflação do pão é aprovada
IPVA 2010: proprietário deve receber carnê até amanhã (MS)
Concessão de rodovia deve triplicar e atrair investidores

As chuvas e problemas com companhias aéreas foram responsáveis por 22% dos atrasos de vôos nos principais aeroportos do País, em dezembro. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o índice cresceu pressionado por problemas com a Gol/Varig e Webjet.

A Anac informou que o maior impacto foi causado pela Gol/Varig – empresa que é vice-líder no mercado de aviação doméstico e que responde atualmente por 38% dos vôos no País.

Os atrasos da Gol/Varig foram originados pela soma de diferentes problemas surgidos a partir da fusão das malhas aéreas das duas empresas. Os principais pontos detectados pela Anac foram: falta de unificação dos sistemas de check-in de Gol e Varig e deficiência no planejamento da nova malha aérea única, que ainda vem causando tempo de espera das aeronaves em solo acima do previsto.

A Anac deu até o dia 18 de janeiro para a Gol/Varig unificar seus sistemas de check-in.

Dados da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), com referencial de atrasos de 30 minutos, mostraram também que a TAM e OceanAir apresentaram os índices mais baixos de dezembro em relação as outras companhias. A TAM obteve 13,2% e a OceanAir 13,6%. Enquanto a Gol/Varig e Webjet tiveram 32,5% e 26,4%.

Mesmo com todos os problemas, o índice de atrasos de dezembro de 2008 ficou abaixo do mesmo mês de 2007, que atingiu 30%. Em dezembro de 2008 foram registradas 59.767 partidas, 9,2% maior do que no mesmo mês em 2007 quando foram registradas 54.728 decolagens. (Ana Carolina Oliveira – Gazeta Mercantil)

Link para a matéria

COMMENTS