Dragagem no Porto do Mucuripe: Chineses e holandeses interessados nas obras

Segundo o presidente da Companhia Docas no Ceará, Sérgio Novais, a vencedora da licitação começa trabalho em maio

Grupo de logística DSV é novo “Global Partner” da Lufthansa Cargo
Dinheiro de concessão irá para transportes
Brasileiros geram falta de gasolina argentina

Marcada para o próximo dia 3 de março, a licitação das obras de dragagem do Porto do Mucuripe já despertou o interesse de empresários chineses e europeus — sobretudo holandeses.

A informação é do presidente da Companhia Docas no Ceará (empresa administradora do terminal portuário), Sérgio Novais. Segundo ele, a idéia é que a empresa vencedora comece o aprofundamento do berço de atracação (de 11,5 metros para 14 metros) em maio. ´Em dezembro, o Porto estará pronto para receber navios de grande porte´, afirma Novais.

Afora a dragagem, a bacia de evolução — espaço que os navios dispõem para realizar as suas manobras — também será alargada, passando de 11,5 metros para 12,5 metros. A licitação para a obra, estimada em R$ 42,3 milhões (com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 9 de janeiro.

As mudanças permitirão ao terminal cearense receber navios graneleiros (próprios para o transporte de petróleo e seus derivados) de grande calado (altura do casco), até 100 mil toneladas e 300 metros de comprimento. Ontem, ele foi à Brasília no intuito de conseguir mais recursos do PAC, junto à Secretaria Especial de Portos (SEP), para reformar a área de pavimentação do Porto.

Pavimentação

´A pavimentação atual não foi projetada para receber esses novos equipamentos, principalmente, empilhadeiras e contêineres´, explica Novais. ´Portanto, para evitar esse alto custo de manutenção, nós queremos ter uma pavimentação de qualidade. Estamos conversando com o ministro Pedro Brito para incluir ainda no PAC para 2009´, concluiu o presidente da Cia. Docas.

Link para a matéria

COMMENTS