Antaq apresentará a dinamarqueses opções de investimento no Brasil nas áreas portuária e de navegação

O diretor-geral vai apresentar sugestões de investimento em áreas portuárias e em navegação marítima e interior, demonstrando, ao mesmo tempo, como as empresas dinamarquesas devem proceder para obter da ANTAQ autorização para operar no Brasil

Petrobras diz que vai fornecer diesel com menos enxofre no prazo, mas só para veículos novos
PRF autua 17 caminhões na primeira fiscalização de produtos perigosos do ano na Via Dutra
ALL aposta no mercado de álcool combustível

As trocas comerciais entre Brasil e Dinamarca somaram quase US$ 600 milhões entre janeiro e setembro de 2008, mas têm potencial para crescer bem mais. Com o objetivo de aumentar essas trocas e atrair mais investidores dinamarqueses para o Brasil, o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho vai proferir palestra sobre o setor portuário brasileiro, em Copenhague, capital da Dinamarca, no dia 28 de janeiro.

O diretor-geral vai apresentar sugestões de investimento em áreas portuárias e em navegação marítima e interior, demonstrando, ao mesmo tempo, como as empresas dinamarquesas devem proceder para obter da ANTAQ autorização para operar no Brasil.

Os dinamarqueses vão ouvir também que mais de 90% do comércio exterior brasileiro passa pelos portos e que 6.568.178 TEU foram transportados por meio do transporte aquaviário só no ano passando (450 mil TEU apenas pela navegação de cabotagem).

Fialho vai apresentar também as áreas que devem ser arrendadas em breve, por meio de licitação, no porto de Santos e deverá mencionar ainda oportunidades de investimento em outros importantes portos brasileiros.

Além da palestra, o diretor-geral vai conhecer o complexo do grupo Maersk e o projeto “The Blue Denmark”, de formação de mão-de-obra no setor marítimo, que o referido grupo pretende implantar no Brasil sob o nome de “The Blue Brasil”.

Holanda

De 22 a 27 de janeiro, Fialho e os gerentes Fernando Fonseca e Luiz Alves devem visitar o complexo portuário de Amsterdam, a escola Shipping Transport College, o porto e o terminal automatizado de Rotterdam e assistir à apresentação da Empresa de Consultoria, Pesquisa e Treinamento – NEA.

Os três devem ainda reunir-se nesta semana, em Haia, na Holanda, com representantes do Ministério dos Transportes holandês que compõem o Grupo de Trabalho Brasil-Países Baixos para Cooperação no Setor Portuário.

Esta será a primeira reunião do grupo, que tratará de planejamento portuário, dragagem de rios e de canais de acesso, navegação interior, transporte intermodal, treinamento de recursos humanos, entre outros temas de interesse recíproco.

COMMENTS