Volvo demite 100 em fábrica do interior de São Paulo

O corte também atingiu um fornecedor da empresa, a Pedertractor, que fez 80 demissões no quadro de mil empregados

BB reabre linha de crédito a usados
Caminhões: Menor produção para enfrentar a derrubada nas exportações
Transportadores vão à Justiça contra rodízio para caminhão

A montadora Volvo demitiu 102 dos 700 empregados de sua fábrica de Pederneiras, na região de Bauru, interior de São Paulo, que produz caminhões e outros veículos pesados destinados a obras e mineração. O corte também atingiu um fornecedor da empresa, a Pedertractor, que fez 80 demissões no quadro de mil empregados. O ajuste foi confirmado por José Carlos Colaciti, funcionário da Volvo e diretor do Sindicato dos Metalúrgicos. Segundo ele, há aproximadamente dois meses a empresa vinha sofrendo baixa nas vendas e já negociava fórmulas para ajustar a produção.

A Volvo montava em Pederneiras quatro caminhões pesados por dia e a previsão agora é produzir apenas 0,8 veículo ao dia a partir de 2009. No próximo dia 22 os empregados entrarão em férias coletivas, com duração prevista de 30 dias.

As demissões em São Paulo ocorrem no mesmo momento em que a montadora sueca pretende fazer cortes em sua fábrica de Curitiba. A Volvo deve dispensar entre 300 e 400 trabalhadores da unidade curitibana ainda nesta semana. De acordo com o Sindicado dos Metalúrgicos da Grande Curitiba a negociação com a companhia ainda está em curso, mas a redução no quadro de funcionários é invevitável.

COMMENTS