Após furtos em SC, governo contrata empresa para controlar doações e reforçar segurança

Em nota assinada também pela Secretaria de Desenvolvimento Regional de Blumenau – cidade catarinense onde os furtos teriam ocorrido – o governo informa que um boletim de ocorrência foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia do município

Petrobras e BNDES assinam contrato de financiamento de R$ 25 bilhões
TAM inicia rota para Orlando em novembro
Banco Mercedes-Benz quer expandir empréstimos em 28%

Depois da denúncia de que voluntários e soldados do Exército estariam furtando donativos destinados às vítimas dos temporais em Santa Catarina, o governo estadual decidiu contratar uma empresa especializada em logística para executar os serviços de recepção e distribuição.

Em nota assinada também pela Secretaria de Desenvolvimento Regional de Blumenau – cidade catarinense onde os furtos teriam ocorrido – o governo informa que um boletim de ocorrência foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia do município.

“Reiteramos que este ou qualquer outro acontecimento que venha a surgir nesse sentido será tratado como é: um furto a ser denunciado à polícia, sendo tomadas todas as medidas cabíveis para responsabilizar os infratores”, afirma o comunicado.

O governo divulgou ainda que a atual Central de Recepção e Distribuição de Donativos localizada no Parque Vila Germânica – onde os donativos, até então, estão sendo recebidos – será transferida para outra área a fim de aperfeiçoar a destinação das diações, uma vez que a distribuição é feita a cinco prefeituras da região (além de Blumenau, Ilhota, Luis Alves, Gaspar e Pomerode).

O sistema de controle e de segurança no local, de acordo com a nota, foram reforçados para inibir outras ocorrências. “Apesar dos graves e lamentáveis acontecimentos, reiteramos a confiança nos milhares de voluntários sérios, honestos e comprometidos com a recuperação de Blumenau e região. São pessoas que dedicam seu tempo e disposição para ajudar o próximo e não devem, por causa da ação de algumas pessoas mal-intencionadas, ter sua honestidade maculada”, diz o comunicado.

O governo reforçou que o trabalho de ajuda às vítimas das enchentes e dos deslizamentos registrados em Santa Catarina não acabou e que a região ainda precisa de voluntários e de doações de todo o país. (Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil)

COMMENTS