Trem-bala não estará pronto na Copa

Os estudos relativos à demanda serão publicados no dia 30 de novembro. "Esse é o cronograma. E a partir daí, vamos realizar consultas públicas para expor todos os projetos apresentados", disse Ofugi

Sem controle, cargas excedem peso em BRs
Representantes sindicais e empresários discutem regulamentação da atividade de motorista
Acidentes nas rodovias paulistas diminuíram 20% no período natalino

A expectativa do governo federal de operar o primeiro trem de alta velocidade no País em 2014, não deverá se concretizar. O diretor da ANTT, Noboru Ofugi, disse, que pela complexidade do projeto, o prazo estimado pelo presidente Lula será pequeno.

“Se o trecho de São Paulo à Campinas estiver pronto até 2014, será um grande avanço. A obra inteira, é inviável. É um trecho de 500 quilômetros em terreno montanhoso. É muito complexo”, disse Ofugi.

Os estudos relativos à demanda serão publicados no dia 30 de novembro. “Esse é o cronograma. E a partir daí, vamos realizar consultas públicas para expor todos os projetos apresentados”, disse Ofugi.

Segundo ele, na primeira semana de dezembro o estudo do traçado da parte paulista do trem estará concluído e na semana seguinte o projeto que contemplará o trecho fluminense. “Esperamos que o edital esteja concluído no primeiro semestre do próximo ano para a publicação até julho”, afirmou.

Ofugi acrescentou ainda que pelo projeto, a empresa vencedora deverá trasferir tecnologia para s empresas nacionais do setor. “Essa é uma exigência do governo e as regras para essa transferência serão definidas em dezembro”.

COMMENTS