Moto já representa 73% do mercado de carros

A FYM Motos, a Amazonas Motocicletas Especiais (Ame), a MTD e a Miza vão se juntar ao time de 11 empresas

Revenda GM tem retração de 20%
As mudanças de bandeira em 2008
Tráfego da Gol cresce no País, mas cai no exterior

Quatro novos fabricantes de motocicletas chegam ao País e mudam o perfil do mercado brasileiro de duas rodas, por muitos anos dominado pela Honda e Yamaha. A FYM Motos, a Amazonas Motocicletas Especiais (Ame), a MTD e a Miza vão se juntar ao time de 11 empresas já instaladas no pólo industrial de Manaus, reduto do setor.

A aceleração do mercado de motos atinge indistintamente as metrópoles, as médias cidades e o interior. É utilizada para driblar os congestionamentos, como mototaxi ou até mesmo para substituir cavalos nas lidas do campo.

Com tanta procura, as fábricas deslancharam. Em 1975, a produção de motos representava menos de 1% do volume de carros. Hoje. equivale a 73%.

“Ampliamos a capacidade da fábrica. Mesmo assim, estamos no limite porque não esperávamos que o mercado ficasse aquecido nesta proporção”, disse Fernando Sasaoka, gerente de marketing da Yamaha, vice-líder, com 26¨% das vendas. A empresa quer ampliar a capacidade de 360 mil para 700 mil unidades.

Como a concorrente, a campeã de vendas, a Honda, com 73% de participação, vai aumentar a produção da fábrica de Manaus de 1,5 milhão para 2 milhões de unidades. As obras serão concluídas em 2009.
C1 e C2(Gazeta Mercantil/1ª Página – Pág. 1)(Sonia Moraes)

Link para a matéria

COMMENTS