Justiça decreta a falência da áerea Vasp

A sentença foi proferida pelo juiz da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, Alexandre Alves Lazzarini

Produção crescerá 48% este ano
Trem-bala custará US$ 11 bi; sai resultado de licitação do Metrô
ALL retoma obra em junho

A Justiça de São Paulo decretou a falência da Viação Aérea de São Paulo Sociedade Anônima (Vasp) na quinta-feira da semana passada. A sentença foi proferida pelo juiz da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, Alexandre Alves Lazzarini.

Ele alegou que a empresa não implementou seu plano de recuperação judicial, previsto no processo que teve início em julho último, após a empresa ter sofrido intervenção decretada pela 14ª Vara do Trabalho de São Paulo.

O juiz alegou ainda que não há como acolher “as impugnações feitas pela Vasp à deliberação da assembléia dos credores da empresa”, diz a sentença.

As áreas ocupadas pela Vasp nos aeroportos já foram quase todas reintegradas à Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), com exceção dos aeroporto de Guarulhos e Congonhas, em São Paulo.

A Infraero informou que não foi cumprida a programação de compactuação da dívida da Vasp. A empresa enfatizou que tudo está sendo feito dentro da lei e a execução da reintegração de posse está a cargo da Justiça. As informações são da Agência Brasil. (Redação – InvestNews)

Link para a matéria

COMMENTS