Concorrentes têm de resolver questão logística

O engenheiro Silmar Silva informou que as novas mineradoras terão de resolver a questão de transporte e do porto para embarque

Encomenda da Argélia ajuda a aliviar a tensão na Randon
GM dispensa US$ 2 bi do governo americano
Redes buscam alternativa para não aumentar preço

15 de agosto de 2008 – O engenheiro Silmar Silva, responsável pela produção de minério de ferro na Vale em Minas Gerais, não se mostra preocupado com o surgimento de concorrentes na área. Segundo informou, as novas mineradoras terão de resolver a questão de transporte e do porto para embarque, antes de disputarem o mercado. “O escoamento é tudo. Uma mina sem logística ou, em outras palavras, sem ferrovia nem porto, por maior que seja, não passará de ocorrência mineral”, observou.

Quanto ao futuro o dirigente informou que os contratos realizados com as siderúrgicas internacionais são de duração cada vez mais longa, por iniciativa dos importadores, que desejam garantir a entrega dos suprimentos. Disse, ainda, que enquanto houver fila de navios nos portos brasileiros e do mundo, como acontece atualmente, haverá a sinalização de que os negócios estão bem” declarou. Segundo levantamento realizado a partir dos valores obtidos com a exportação de minério, a Vale já obteve, nos últimos dez anos uma receita superior a R$35 bilhões, que foi a arrecadação portuguesa, em valores atualizados, com a extração de 700 toneladas de ouro no período colonial. (D. G. – Gazeta Mercantil)

Link para a matéria

COMMENTS