SP: Justiça nega liminar contra rodízio de caminhões

Em nota, a NTC&Logística informou que entrará com um agravo de instrumento na segunda-feira contra a decisão.

Revenda da AmBev fecha acordo com Ford
Importação de pneus usados compromete meio ambiente, diz procurador-geral
Todos querem prorrogar o IPI reduzido

A 5ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo negou mandado de segurança coletivo, impetrado pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) contra o decreto que ampliou o rodízio municipal de veículos para caminhões, na cidade de São Paulo.

Em nota, a NTC&Logística informou que entrará com um agravo de instrumento na segunda-feira contra a decisão. O rodízio de caminhões está marcado para começar na segunda-feira.

O mandado de segurança coletivo tinha como objetivo suspender a proibição da circulação de caminhões de propriedade das empresas associadas à NTC&Logística nas vias limítrofes do denominado centro expandido da cidade de São Paulo.

COMMENTS