AEA se prepara para Fase II do Rota 2030

AEA se prepara para Fase II do Rota 2030

Associação Brasileira de Engenharia Automotiva lança oficialmente “Desafio AEA de Manufatura Avançada” para estimular alunos dos ensinos fundamental e médio em relação à Inteligência Artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT), bases da Indústria 4.0.

Viação Cometa é a primeira linha regular a ter ônibus com radar da Scania
Os 10 brutos mais vendidos do Brasil
Brasília vai receber 590 novos ônibus urbanos Mercedes-Benz

Após cinco anos de efetiva contribuição técnica do programa Inovar-Auto e também nos primeiros dois anos ao Rota 2030, a AEA – Associação Brasileira de Engenharia Automotiva anunciou ontem, dia 26 de novembro, em encontro de final de ano com a imprensa especializada, estar preparada para debater e encaminhar propostas às futuras regulamentações de emissões para veículos leves, pesados e motociclos, além da Indústria 4.0, capítulos previstos na fase II da principal política industrial do setor automotivo. Durante o encontro promovido, o novo presidente da entidade também foi apresentado, Besaliel Botelho.

Em colaboração com as novas legislações Proconve L7 e L8, previstas para 2022 e 2025, respectivamente, a entidade criou neste ano um total de 7 grupos de trabalhos, reunindo mais de 70 representantes de 50 entidades, entre montadoras, sistemistas, universidades, fabricantes de equipamentos, além da Petrobrás, Cetesb, Afeevas, especialistas independentes, entre outros.

“No setor dos pesados, a entidade, em contribuição com o Proconve P8 previsto para a partir de 2023, debateu ao longo de 2019 temas como combustíveis para teste, OBD – On Board Diagnostic, AES – Estratégia Auxiliar de Controle de Emissões, PEMS – Emissões do Veículo em Tráfego Real e ISC – Emissões do veículo ao longo da vida útil (veículos até 7 anos ou 700 mil km)¨, disse Paulo Jorge Antonio, diretor de Veículos Pesados da AEA. Nos planos da entidade para 2020, está ainda a preparação do material técnico das normas necessárias ao atendimento do Promot M5 para motociclos, sob a responsabilidade de Márcio Azuma, diretor de Emissões e Consumo de Motociclos.

A Diretoria de Manufatura da AEA, liderada por Carlos Sakuramoto, com o objetivo de prover o acesso das tecnologias IoT (Internet das Coisas) e IA (Inteligência Artificial) aos estudantes de Ensino Médio e Fundamental da rede pública, lançou o Desafio AEA de Manufatura Avançada. “Queremos desafiar os alunos a encontrar soluções para problemas reais baseadas na Inteligência Artificial (IA) ou Internet das Coisas (IoT)”, informou Sakuramoto.

Por Ricardo Panessa, especial Agência Transporta Brasil

Agência Transporta Brasil (ATB)
agencia@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS