Todo mundo se encontra na Fenatran

Todo mundo se encontra na Fenatran

Conversamos com alguns visitantes da feira de transportes mais aguardada pelos apaixonados por caminhões. Fique ligado e, nos próximos dias, conheça mais algumas pessoas que estão por aqui!

O melhor Tector de todos os tempos
Caminhão paixão! Todo mundo quer entrar no Kenworth T680
Volvo apresenta o caminhão mais rápido do mundo

Já imaginou um local com caminhões de todos os tamanhos, as principais novidades do setor e muita gente com uma paixão em comum? É isso o que você encontra ao conversar com os visitantes da Fenatran. Já são 22 anos da feira e nada mudou: são pessoas de diferentes lugares, com diversas profissões, mas com um mesmo amor. Conheça algumas dessas personalidades que a Agência Transporta Brasil conversou.

Maria Fernanda Rocha, Maira Hipólito e Evanilda Soares são de Rezende – RJ, e levaram quatro horas de viagem para vir pela primeira vez para a Fenatran. As três trabalham na Volkswagen Caminhões e, por incrível que pareça, só se conheceram a caminho da feira. “A empresa é muito grande e são tantas pessoas que acabamos não conhecendo todas. Foi ótimo vir para a Fenatran e ainda fazer novas colegas de trabalho. A intenção da nossa visita aqui é ver o que a empresa em que trabalhamos, os concorrentes e fornecedores estão oferecendo para os clientes”, explica Maria Fernanda, engenheira de produção. Maira e Evanilda são analistas financeiro.

Bete e Sérgio Bete, além de casados são sócios em uma comércio de motocicletas. É a segunda vez que o marido vem para Fenatran e pela primeira vez trouxe a esposa para conhecer a feira e ver de perto a novidade que mais os interessa aqui: as vans. É esse tipo de veículos que eles usam para fazer o transporte das motos. Além disso, eles aproveitam a vinda na feira para enviar fotos de algumas novidades para um amigo que mora em Joinville – SC, que monta motorhomes.

Jean Rocha Roberval Araújo são primos. O primeiro é de São Paulo, já o segundo veio de São Luís do Maranhão e aproveitou para visitar a Fenatran. Os dois são caminhoneiros, mas de épocas diferentes: Jean dirige caminhões basculantes há cerca de seis meses e o primo Roberval começou a dirigir bem jovem e parou logo quando entrou na faculdade e foi para outra profissão. Aqui na Fenatran eles buscam conhecer as novidades tecnológicas e fazer test-drives em diferentes caminhões, pois até hoje tiveram poucas oportunidades de dirigir automáticos, por exemplo.

Thomaz Santos e Jair Honório são primos e uns dos poucos da família que não trabalham como caminhoneiros. A paixão veio do avô, que já faleceu, mas que eles acreditam ter muito orgulho do legado que deixou para a família. Jair é auxiliar de farmácia e Thomaz é operador de logística na fábrica da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo, cidade em que os dois moram. Eles contam que nos próximos dias seus familiares que trabalham como motoristas de caminhão, também irão para a Fenatran.

Thayna Alves, especial para Agência Transporta Brasil – Fenatran 2019

COMMENTS