Realidade Virtual Iveco: diversão com conhecimento

Realidade Virtual Iveco: diversão com conhecimento

Público da feira pode operar desde escavadeira até sistema de gerenciamento de dados por meio da realidade virtual

Cummins mostra solução de monitoramento do motor
Comasa é novo distribuidor da FPT Industrial no Uruguai
Venda de implementos é a maior desde 2015

Basta entrar no estande da Iveco para ver algumas pessoas usando os óculos de realidade virtual. E é divertido tanto pra quem usa quanto para quem está apenas de olho vendo as personalidades fazerem movimento para acompanhar o que acontece na telinha dos óculos.

Alisson Leal, tecnólogo em mecatrônica, e  Eduardo Nunes, técnico em protótipo veicular , estão surpresos com os avanços tecnológicos apresentados na 22ª Fenatran. “A realidade virtual é uma forma bem divertida de conhecer algumas soluções, como essa apresentada pela Iveco. Conheci mais desse sistema inteligente que traz integração entre motorista, empresa e concessionária, agilizando a resolução de algum possível problema, além de reduzir tempo e custo”, comenta Alisson.

O sistema citado por ele é o  Iveco Connect, uma solução de pós-venda de gerenciamento de dados para a linha de caminhões extra pesados da marca. “Por meio dessa solução os clientes  poderão acompanhar os principais indicadores de performance do veículo como consumo de combustível, rotas, estilo de condução do motorista, etc. Tudo isso estará disponível em um app de celular, onde também será possível agendar serviços e comprar peças via e-commerce, por exemplo”, explica Romulo D’alessandro, diretor de suporte ao cliente de Aftermarket Solutions da Iveco.

No mesmo estande está uma escavadeira virtual da New Holland Construction, marca que também pertence à CNH Industrial. Ela reproduz os principais comandos da hidráulica E215C EVOl, que chamou atenção também de estudantes que estavam visitando a feira. Juliana Aguileira e Vinicius Vidas são estudantes de logística e vieram para a Fenatran com um grupo de 15 amigos após indicação de um professor. “O ambiente virtual é um canteiro de obras, com carregamento de caminhões e manipulação de objetos. Para nós que nunca pensamos em estar em uma escavadeira foi bem difícil controlar tudo. Se fosse uma prova da faculdade eu teria reprovado”, conta Juliana aos risos.

Por Thayna Alves, especial para a Agência Transporta Brasil

COMMENTS