Indústria do plástico debate a importância da boa logística

Indústria do plástico debate a importância da boa logística

Para empresas associadas à Adirplast, Associação dos Distribuidores de Resinas Plásticas, saber contratar e gerenciar as entregas e os estoques faz toda diferença para o rendimento da operação e a satisfação do cliente

Intelbras pela primeira vez na Fenatran
Vipal gera conhecimento para gestores de frota
Os protagonistas de 2018

Entregar o material certo, no tempo certo, no local certo. A grande essência da logística, tão difícil de ser perseguida na realidade, é o que rege o mundo dos negócios. Quem compra quer o produto logo. Quem vende precisa de insumos e de entregas rápidas e precisas. É o que Adirplast, Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas Plásticas e Afins debateu este mês em São Paulo.

Logística é bom para a saúde dos negócios

Para os distribuidores de resinas, é importante entender bem os custos e as possibilidades operacionais do transporte e da logística para seus negócios. Eles entendem que um sistema logístico primoroso deve ter entregas feitas em até 24 horas para todo o Brasil. Seus clientes não têm estoque. “Essa agilidade é fundamental porque permite que o transformador, invista em pessoal e maquinário, ao invés de colocar seu dinheiro parado em produto. Nossos associados são até mais ágeis que muitas companhias renomadas, inclusive do e-business. Este é um compromisso com a nossa cadeia e com isso, o transformador diminui os gastos com estoque”, explica o presidente da Adirplast, Laercio Gonçalves.

Os empresários do segmento falaram sobre a importância da digitalização dos processos e do fluxo das informações, como uso de sistemas de TMS e a medição de resultados por KPIs. Além disso, debateram sobre a decisão de ter uma frota própria ou terceirizar os caminhões. “Uma frota própria exige mais contratações de pessoas especializadas e investimento. Problema que com terceirizada pode ser resolvido. Mas é preciso ficar atento. Ter um gestor de frota dentro de sua empresa, capaz de gerenciar e trabalhar com melhorias contínuas das fornecedoras, é fundamental”, explicou o presidente da associação.

Entre os associados da Adirplast existem empresas que optaram por frota própria, como a Activas e a Piramidal, e outras, como a Entec, que preferiram atuar com terceirizadas: “Para quem prefere terceirizar, o grande segredo é achar um parceiro que esteja realmente presente e disposto a trabalhar de forma conjunta, inclusive na busca de novas soluções para que as entregas sejam feitas de forma cada vez mais rápida e eficiente”, acredita Osvaldo Cruz, vice-presidente da entidade e diretor da Entec.

Leonardo Andrade – Editor-chefe da Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS