Scania R 450 é 10% mais econômico em relação ao R 440

Scania R 450 é 10% mais econômico em relação ao R 440

Cliente que recebeu em fevereiro a nova geração de caminhões da marca já mensura 10% de economia com combustível frente à geração anterior. Além disso, destaca plano de manutenção que lhe rendeu uma operação mais inteligente

Ford anuncia acordo com os trabalhadores de São Bernardo
Transportadoras: sobrevivência na ponta do lápis
Novo caminhão gigante da Volvo CE chega à América Latina

EXCLUSIVA – Felipe Gavazzoni, empresário de 32 anos, está à frente das operações da transportadora da família que leva o mesmo sobrenome. A frota da Transportes Gavazzoni é composta por 14 caminhões, todos da marca Scania, sendo quatro modelos R 450 e um R 500 da nova geração, e os demais compostos pelo R 440 líder de vendas da linha anterior, estes com idade média de dois anos .

O romance com a marca do grifo coincidiu com o início das operações da transportadora em 1996, sendo o modelo Scania 113 responsável por isso. “Eu era pequeno, mas lembro que meu pai falava muito da boa fama do 113 e o quanto ele era valorizado na revenda, algo que se perpetua até hoje com as demais gerações”, diz o jovem empresário.

Felipe Gavazzoni, a nova e a novíssima geração

A Gavazzoni, com sede em Concórdia, Santa Catarina, faz o transporte de granéis líquidos como glicerina, sebo e outros produtos de origem animal e vegetal para fábricas de biodiesel, ração animal, linha pet e produtos de beleza. Em média, são 4.000  toneladas transportadas por mês para todos os estados do Sul do Brasil, além de São Paulo, Goiás, Minas Gerais e Espírito Santo. Por isso, 12 seus caminhões são todos trucados atrelados a tanques de três eixos convencionais e os outros dois operam na carga seca.

Admirável mundo novo para o transporte

Com a geração anterior, Gavazzoni já contava com plano de manutenção para todos os modelos R 440, e com a chegada da nova geração não seria diferente. O empresário optou por comprar o plano flexível de manutenção, cujo diferencial é que o caminhão avisa com cerca de 14 dias de antecedência que o caminhão tem de parar para fazer alguma revisão.

Para o empresário, a logística ficou mais dinâmica, porque foi provisionar melhor, agendar com antecedência a parada do veículo para manutenção e remanejar outro para a operação, com dias de antecedência. “Posso dizer que existe a tendência de no futuro eu conseguir transportar mais e aumentar a minha operação porque tenho tempo para programar uma viagem com antecedência”, salienta Gavazzoni.

Três gerações de transportadores: Felipe e o pai, sócio, Neori Gavazzoni, com o mais novo integrante da família

A empresa ainda contratou para toda a frota o pacote Desempenho, dos Serviços Conectados Scania. Esse pacote é completo, pois entrega além de serviços do pacote básico, o chamado Análise que entrega acesso a um calendário para controle de serviço, diagnóstico remoto e relatórios periódicos referentes ao desempenho do veículo, ainda oferece acompanhamento de informações como posicionamento do veículo, nível do tanque de Arla e combustível, avaliação dos condutores entre outros. Junto a esses serviços, a transportadora investe no treinamento dado aos motoristas pela concessionária Cavese e, por tudo isso, alcançou uma economia de 10% de combustível nos novos R 450 que já estão operando.

Além da economia de 10% de combustível com os modelos da nova geração, o empresário identificou uma média de redução entre 6% e 8% com os modelos da gama anterior que compõem a frota, que também estão conectados.

Pensando no motorista

De acordo com Felipe Gavazzoni as novas unidades chegaram para atender a demanda da renovação de frota que acontece a cada dois anos, mas a empresa fez questão de adquirir veículos configurados para oferecer conforto aos seus motoristas que viajam aproximadamente 10 mil km por mês.

“Por meio de depoimentos de nossos motoristas percebemos que as novas unidades estão equipadas com sistemas mais modernos, frente aos R 440. Exemplo é o freio-motor da gama atual que faz uma melhor frenagem. Nos primeiros 40 dias rodados com os R 450 notamos uma redução do uso do pedal do freio pelo freio-motor. E essa melhoria na forma de dirigir somado aos serviços contratados é que chegamos a 10% de economia de combustível em apenas 40 dias de operação”, lembra Felipe.

Andrea Ramos, Editora-executiva da Agência Transporta Brasil
andrearamos@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

 

COMMENTS