Caminhão zero começa 1º trimestre em alta no Brasil

Caminhão zero começa 1º trimestre em alta no Brasil

Caminhões fecham 1º trimestre 47,7% acima de 2018; ônibus alcançam 69,7%

Entregas elétricas nos supermercados com o Actros
Transações do Procaminhoneiro terão fundo garantidor
IPVA Piauí 2014

Termômetro da retomada econômica, as vendas de veículos comerciais mantiveram alta expressiva no 1º trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. Em reunião nesta quinta-feira (4) em São Paulo (SP), a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) divulgou um crescimento de 47,7% no número de licenciamentos de caminhões e de 69,7% nos ônibus.

Ao todo foram licenciados em 2019 21,4 mil caminhões até o fim de março, melhor desempenho trimestral desde 2014. Só no mês passado foram 7,6 mil. “A gente nitidamente percebe uma mudança no patamar de licenciamentos de caminhões”, afirmou Marco Saltini, vice-presidente de caminhões da Anfavea.

No entanto, a tendência é que, ao longo do ano, esta porcentagem recue e fique mais próxima da projeção da entidade para 2019, próximo aos 15%. “O número do trimestre, de 47,7%, só para lembrar, era no mês passado de 61%. Então ele vai cair, pois em janeiro e fevereiro do ano passado as vendas de caminhões foram de 4 mil unidades. Depois elas passam do patamar de 5 mil unidades e alcançam o de 6,5 mil, 7 mil”, explicou. “A tendência é um novo patamar de vendas, de 7 mil, 7,5 mil, quem sabe até 8 mil unidades ao mês.”

Pesados se destacam

10,6 dos mais de 21 mil caminhões vendidos são do segmento de pesados. “O segmento de pesados ainda continua sendo o segmento de maior de crescimento no mercado”, destacou Saltini. Depois dos pesados, os semipesados foram os mais vendidos, com 4,6 mil unidades, seguidos por leves (2,5 mil), médios (2,1 mil) e semileves (1,3 mil).

Entre as marcas, a mais vendida é a Mercedes-Benz, com 6,6 mil licenciamentos, 1,6 mil à frente da segundo colocada, a Volkswagen. Essa diferença esta justamente no segmento de pesados, no qual a Mercedes-Benz tem quase 2,3 mil caminhões a mais no número de vendas.

Já a terceira marca no ranking é a Volvo (3,2 mil), seguido por Ford (2,5 mil), Scania (2,1 mil) Iveco (808) e DAF (654).

Ônibus se beneficia de renovação

O mercado de ônibus segue tendência de alta ainda maior do que o de caminhões. Março alcançou um total de 1,5 mil unidades licenciadas, uma alta de 53% em relação ao mesmo mês no ano passado. Só no 1º trimestre foram mais 4,6 mil emplacamentos contra 2,6 mil no mesmo período de 2018.

“(O mercado foi) influenciado por vendas como do programa Caminho da Escola, mas há também alguns compradores voltando às compras, então a gente projeta alguma estabilidade também com um nível adequado de vendas, claro que sempre ligado à saúde da economia”, detalhou Saltini.

Leandro Tavares – editor web da Agência Transporta Brasil
leandro@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS