Mercedes quer reduzir o custo total de operação dos frotistas

Mercedes quer reduzir o custo total de operação dos frotistas

Fabricante que já domina os principais segmentos do transporte de passageiros vai intensificar seus serviços e reduzir sobretudo consumo de combustível e custos com manutenção

Iveco levanta o caneco 9 vezes na Argentina
Um ícone nórdico valorizado no mercado
Tem caminhão VW sem Arla nos bitrucks

Nos últimos dois anos, a Mercedes-Benz desenvolveu tecnologias para redução dos custos operacionais e segurança de seus ônibus urbanos, segmento do qual ela participa com 80% do mercado.

Agora é a vez de a marca se dedicar também aos rodoviários, categoria que ela tem boa participação, hoje 55% do mercado. Para tanto, ela vai intensificar nesse segmento o seu pacote tecnológico denominado Fuel Efficiency.

Lançado em 2018, este é um conjunto de soluções que visa reduzir consumo de diesel e também dar mais eficiência ao transporte com o desligamento automático do motor, compressor de ar do motor otimizado, controle inteligente de acionamento do ventilador do radiador (Visctronic), nova parametrização da caixa de transmissão Powershift e aumento do torque (High Torque).

De acordo com Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing ônibus Mercedes-Benz, esse pacote já mostrou resultados na ordem de 5% a 8 % na economia de combustível.

O pacote Fuel Efficiency é uma das tecnologias que ganha destaque nas ações de demonstração, por estar disponível nos ônibus rodoviários com motor OM 457.

Conforme o modelo e os itens escolhidos pelo cliente, além das condições de operação e dirigibilidade do veículo, pode-se chegar a uma redução entre 2% e 8% no consumo de diesel, em comparação com as atuais versões dos chassis O500.

Fidelizar

Com o intuito de intensificar ainda mais a redução do TCO (Custo Total de Operação), a fabricante coloca à disposição dos clientes 21 ônibus de demonstração equipados com todas essas tecnologias. São 11 modelos urbanos, oito rodoviários e dois de fretamento que serão entregues em forma de comodato.

“A ideia é que o cliente utilize esses veículos em sua frota como se fosse dele, para que assim, ele comprove os ganhos”, completou Barbosa.
Além dos veículos que estarão à disposição dos clientes, a Mercedes conta com uma equipe de profissionais, técnicos que vão visitar as garagens dos clientes e entender às necessidades de cada operação. Isso dará mais respaldo para a fábrica atender de forma eficiente às demandas.

Para isso a fabricante investirá entre este ano e o próximo R$ 12 milhões. “A cada dois anos fazíamos investimentos entre R$ 9 milhões e R$ 10 milhões em nossa frota própria de ônibus de demonstração. Para o período entre 2019 e 2020 serão R$ 12 milhões”, salienta Barbosa.
O investimento também contempla seis profissionais dedicados à demonstração, sendo três instrutores, um administrativo, um coordenador e um engenheiro de vendas que atua como consultor.

Mais tecnologias

Os investimentos também permitem que a partir de abril,, o chassi O 500 RSDD 8×2 entre na frota de demonstração da Mercedes-Benz trazendo de série os sistemas ESP (controle eletrônico de estabilidade) e EBS (sistema eletrônico de freio), agora disponíveis com o freio a tambor.
A versão ESP e EBS com freio a tambor ampliará o portfólio dos chassis rodoviários O 500 RS e RSD, que também contam com freios a disco.

Atenção ao varejo

Dentro desses serviços dedicados, a Mercedes dará atenção especial ao varejo, que hoje representa 30% do mercado de ônibus. Para tanto, a marca vai contar com equipes de vendas e de serviços com planos de manutenção dedicados para esse perfil de cliente. Isso permitirá que a Mercedes-Benz tenha um canal direto com o pequeno frotista.

Andrea Ramos
Editora-executiva da Agência Transporta Brasil
andrearamos@transportabrasil.com.br 

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS