Volvo tem fome de Brasil e quer mais mercado

Volvo tem fome de Brasil e quer mais mercado

Fabricante paranaense de caminhões e ônibus arrebatou lideranças em vendas, bateu recordes de crescimento em 2018, mas quer mais: acaba de anunciar mais R$ 250 milhões para engrossar sua produção e contratou mais 300

Andamos no novo Iveco Hi-Road
Os astros de janeiro
De Mercedes Vito por aí

A Volvo está com fome de Brasil. Depois de resultados globais do Grupo Volvo muito positivos em 2018 e de crescimento de 79% nas vendas de caminhões no Brasil, a empresa revê seu plano de investimentos para 2020.

Mais dinheiro, mais produção

A empresa acaba de anunciar mais R$ 250 milhões para sua fábrica de caminhões e ônibus em Curitiba e em todos os seus negócios no Brasil, com ampliação do segundo turno de produção e contratação de mais 300 trabalhadores. “Nossa decisão de novos investimentos e contratações é resultado dos sinais consistentes de retomada da economia e da expectativa de um aumento de cerca de 30% no mercado total de caminhões no Brasil”, declara Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina.

Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina

Segundo a Volvo, este dinheiro faz parte do volume a ser investido no Brasil, que já somava R$ 1 bilhão, em um plano de aportes que começou em 2017 e termina no ano que vem. Lirmann conta que são novos recursos para todos os negócios da Volvo no Brasil, incluindo caminhões, ônibus, equipamentos de construção, motores marítimos e industriais e pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Crescimento em caminhões e ônibus

Em 2018, a Volvo ficou entre os líderes do mercado de caminhões e teve, entre seus destaques, um dos modelos mais vendidos do mercado: o FH 540 versão 6×4, que emplacou 4.114 unidades e compôs o pódio dos mais comercializados do país. Nos semipesados, o destaque foi para o crescimento de 66% nas vendas. No cômputo geral, o crescimento foi de 79% em relação ao 2017, com um resultado de 10.642 caminhões vendidos, o que confere à marca um market-share de mais de 26% nos segmentos em que atua.

No mercado de ônibus, vale destacar o desempenho da Volvo nos rodoviários, com crescimento de 83% e resultado de 183 pesados rodoviários emplacados. Fora do Brasil, destaque para o fechamento da venda de 700 ônibus articulados e biarticulados para Bogotá, na Colômbia. “Foi o maior negócio BRT da década e nossa fábrica está agora operando em plena capacidade em um turno. Já enviamos os primeiros chassis para encarroçamento e as entregas vão se estender ao longo deste ano e também em 2020”, declara Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Ônibus.

Entrevista com Ruy Meirelles, presidente do Volvo Financial Services, e Alcides Cavalcanti, diretor de Vendas de Caminhões da Volvo

Ouça a íntegra das entrevistas no player abaixo e fique por dentro das notícias do transporte aqui na Rádio Agência Transporta Brasil:

Leonardo Andrade
Editor-chefe da Agência Transporta Brasil
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!

Agência Transporta Brasil – ATB
agencia@transportabrasil.com.br

 

COMMENTS