MB versus VW já é tradição nos caminhões

MB versus VW já é tradição nos caminhões

No mercado brasileiro de caminhões, Mercedes se destaca com praticamente toda a família, enquanto que na VWCO as linhas Delivery e Constellation reinam

Juiz de Fora (MG) reforça atuação da Mercedes-Benz na América Latina
Mercedes-Benz entrega primeiros caminhões fabricados em Juiz de Fora (MG)
Câmbio inteligente do Accelo mostra 6,5% de economia na Jamef

Mesmo na primeira e segunda posições de vendas de caminhões em 2018 é inegável que a Mercedes-Benz e Volkswagen Caminhões e Ônibus, respectivamente, vão dar trabalho uma para outra agora em 2019.

E o ano começou assim. Enquanto a MB tem 13 caminhões entre os 10 mais vendidos das categorias a partir de semileves até pesados, a VWCO conta com 16 modelos entre os 10 mais vendidos em cada segmento, destaque para os novos Delivery e o Constellation – cuja primeira versão foi lançada em 2005, e hoje conta com dezenas de versões nos mais diversos segmentos.

Assim como no ano passado, nos primeiros 30 dias do ano, a marca mantém-se na vice-liderança com 1.527 unidades emplacadas ou 22,03% de mercado. Portanto, a Mercedes-Benz segue sendo o calcanhar de Aquiles , já que lidera com 2.125 unidades emplacadas no primeiro mês do ano, mantendo-se no topo com 30,65% do mercado.

Semileves

Entre os semileves, os modelos que se destacam da Mercedes-Benz são da gama Sprinter e aqui a divisão é feita entre versão furgão e chassi-cabine. Destaque para a 415 e 515 que encabeçam as primeira e segunda colocações no ranking, com 114 e 75 unidades vendidas durante o mês de janeiro. Na oitava posição está a Sprinter 313 que teve uma unidade emplacada durante o primeiro mês do ano. Nessa categoria, quem se destaca é a VWCO com os novos Delivery 6.160 na terceira posição, com 69 unidades vendidas, Delivery 4.150 com 4 modelos vendidos, posicionado na sexta posição do ranking; já o Delivery 5.150 vendeu apenas uma unidade ocupando a oitava posição entre os semileves.

Leves

Quem começa em vantagem nessa posição é a VWCO Delivery 9.170 – este o mais popular da marca, pelo menos em vendas, com 236 unidades, mas o curioso é que na sexta posição está o antecessor 9.160, que foi descontinuado, mas que pelo sucesso deixou requícios de emplacamentos, com 26 unidades . Por fim, as nona é décima posições ficam por conta dos Delivery 10.160 e o antecessor 8.160 que em 2016 foi o caminhão o leve mais emplacado do país, com 12 e 3 unidades respectivamente. A Mercedes-Benz tem representantes nas segunda e quarta posições com o Accelo 1016 que emplacou 145 unidades e o Accelo 815 com 110 modelos vendidos.

Médios

Nessa categoria quem lidera é o Delivery 11.180 que emplacou 278 unidades. Entre os médios, a VWCO ainda ocupa a quinta, a sétima e a nona posições, com os Constellation 13.190 eu vendeu 37 unidades e o Delivery 13.160 na sétima posição com 12 unidades, e o Worker 15.180 (que também foi descontinuado) na nona posição com 2 modelos vendidos. A Mercedes-Benz entra nessa categoria na quarta posição com o Atego 1419, com 45 unidades. Na sexta posição está o Accelo 1316 com 24 modelos faturados em janeiro, e também resquícios do descontinuado Atego 1418, com 7 modelos vendidos ocupando a oitava posição.

Semipesados

Na lista dos semipesados o líder é o Mercedes-Benz Atego 1719 com 202 unidades. O que causou certo agito no mercado, já que o modelo desbancou a liderança do VW Constellation 28.280 que fiou na segunda colocação com 199 unidades. Na quarta colocação, a marca da estrela também se posiciona com o Atego 2426, com 151. Nessa categoria a briga é bem acirrada, uma vez que logo na quinta posição vem o Volkswagen Constellation 17.230 que vendeu 85 unidades, seguido do Constellation 15.190 na sexta posição com 75 caminhões emplacados. Por fim, a VWCO empkaca mais modelos nos semipesados, com a nona posição do Constellation 17.190 que faturou 61 unidades.

Pesados

Nessa categoria, pelo menos na primeira posição, as alemãs não dominam, já que ela é dada ao Scania R 440, que foi descontinuado, mas que segue líder nas vendas dos pesados. Foram 415 unidades emplacadas em janeiro, o que faltou emplacar na produção de dezembro. Mas foi o MB Actros 2651 que desbancou o Volvo FH 540 que tradicionalmente ocupava a segunda posição nessa categoria – ate então dominada pelos suecos. O Actros 2651 faturou 330 unidades, e logo na sexta posição está o Axor 3344 o fora de estrada mais popular que emplacou 159 unidades. Mas a Mercedes-Benz segue tendo mais representação nesse segmento, com a nona posição pertencendo ao rodoviário Axor 2544 que emplacou 113 unidades. A VWCO entra na décima colocação com o Constellation 19.360 que emplacou 108 unidades.

Andrea Ramos
Editora-executiva da Agência Transporta Brasil
andrearamos@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!

Agência Transporta Brasil – ATB
agencia@transportabrasil.com.br

COMMENTS