Alstom começa a testar ônibus elétricos

Alstom começa a testar ônibus elétricos

Depois de anunciar planos de usar a planta brasileira para a produção dos ônibus elétricos, testes começaram na Europa

ZF apresenta transmissão automática ZF PowerLine para veículos comerciais
SVD oferece serviços para facilitar a logística
Indústria mais confiante

Logo após dar a notícia, no final do ano passado, de que sua planta de Taubaté (SP) poderá produzir ônibus elétricos, com o objetivo de exportar o modelo para o globo, a Alstom inicia os testes do modelo na Europa.

A empresa de origem francesa, que é especializada no desenvolvimento e fabricação de trens, agora está testando ônibus elétricos. O Aptis, como foi chamado, é um ônibus com propulsão elétrica, que tem 12 metros de comprimento capaz de transportar 95 passageiros. O modelo já está rodando na Espanha e sendo avaliado por diferentes operadores. Entre as empresas que estão avaliando o modelos estão a EMT, de Madri (que também já avaliou modelo elétricos da BYD, Irizar e Hyundai), e a TMB de Barcelona.

O Aptis tem autonomia que pode chegar a 200 km e pode ser reabastecido através de um carregador Combo CSS capaz de carregar 100% o veículo em até 6 horas. Além disso, pode ser recarregado durante a operação, por 5 minutos no ponto final de cada linha.

O motor de 180 kw, ou cerca de 250 cv, é capaz de rodar a uma velocidade de até 90 km/h. Hoje, o Aptis, ainda em fase de testes, é produzido na França. Mas conforme a ampliação dos modelos para o mundo, a Alstom também pretende usar suas demais plantas, incluindo o Brasil para abastecer o mercado latino-americano.

Estrutura modular

Com um desenho, quase simétrico, sua estrutura consiste em até cinco módulos que podem ser distribuídos de acordo com as necessidades de cada operador e, mesmo em caso de avaria, substituir um a um. O interior, com corredores amplos – não possui rodado duplo na parte traseira –, é modular e pode incluir assentos em ambas as direções, além disso, pode ter espaço para pessoas com mobilidade reduzida.

O design do Aptis, baseado no de um VLT, incorpora a acessibilidade do piso rebaixado e vista 360°. Duas ou três portas amplas permitem um fluxo fácil de embarque e desembarque de passageiros e um fácil acesso para cadeiras de rodas e carrinhos de bebê.

O Aptis pode ser carregado à noite no pátio ou rapidamente ao fim de cada linha durante as operações diárias. O carregamento rápido se dá via pantógrafo invertido ou o SRS, o inovador sistema de carregamento rápido pelo solo da Alstom.

O veículo possui 12 metros de comprimento e pode carregar até 103 passageiros, tem autonomia de 200 km, atinge a velocidade de 70 km/h e tem custo total ao longo da vida útil otimizado em relação ao mercado.

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!

Agência Transporta Brasil – ATB
agencia@transportabrasil.com.br

COMMENTS