Congresso aprova retomada da emissão de passaportes

Serviço suspenso desde junho deve receber novo orçamento para ser efetuado ao longo do ano

Seminário na Câmara dos Deputados abre espaço para debate sobre a Lei do Motorista
Congresso cria Frente Parlamentar para questões de combate ao roubo de cargas
Projeto de Lei dá prazo de 48 horas para baixa no gravame de veículo financiado

O Congresso Nacional aprovou no dia 13/7 o projeto que visa permitir à Polícia Federal (PF) a retomada da emissão de passaportes, suspensa desde junho. O orçamento da PF ficou estipulado em R$ 102,4 milhões, o que garante o serviço até o final do ano. O projeto do governo (PLN 8/17) foi relatado pelo deputado Delegado Francischini (SD-PR) e agora irá à sanção presidencial.

A suplementação orçamentária será financiada com recursos do Tesouro Nacional. Para evitar que a despesa afete a meta de resultado primário deste ano, haverá um corte, no mesmo montante da suplementação, na verba destinada à participação do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU).

O orçamento deste ano reservou R$ 145 milhões para a confecção dos passaportes, valor integralmente empenhado até junho. A PF faz, em média, 8 mil atendimentos por dia de pessoas que requisitam passaporte. Os recursos arrecadados deveriam financiar as emissões, mas foram contingenciados para cumprimento da meta fiscal do ano.

COMMENTS