NSK Brasil assumirá controle das operações comerciais do Chile

Empresa quer aumentar presença na América do Sul e deve atuar no mercado chileno a partir deste mês

Setor de autopeças indica sinais de retomada do crescimento
Nakata busca certificação do Inmetro para seus amortecedores
Déficit comercial de autopeças do Brasil chega a US$ 4,3 bi

nsk-brasil

Visando ampliar presença no Cone Sul da América do Sul, a fabricante de rolamentos industriais e automotivos NSK Brasil deve assumir o controle das operações comerciais da empresa no Chile a partir deste mês.

De origem japonesa, a companhia instalada no município de Suzano (SP) está no Brasil desde 1970 e tem fábrica em Suzano (SP). A subsidiária brasileira também cuida dos negócios na região por suas próprias vendas na Argentina, Uruguai e Paraguai.

“Os países do Cone Sul têm grande relevância para a NSK, com segmentos econômicos diferenciados para a nossa atuação. No Uruguai por exemplo, o destaque é para a agricultura; no Paraguai, para o aftermarket automotivo e, no Chile, mineração de cobre”, afirma Carlos Storniolo, presidente da NSK Brasil e Argentina.

A atenção em torno do mercado chileno é grande, isso porque as dez maiores mineradoras de cobre do mundo estão instaladas naquele país e representam 20% do PIB e 54% das exportações do país.

COMMENTS