Petrobras já pode operar nova plataforma no pré-sal da Bacia de Santos

Nova unidade P-66 poderá processar cerca de 150 mil barris diários de petróleo

Petrobras inaugura primeiro posto de combustível com sua marca no Chile
Petrobras será obrigada a divulgar preços de licitações
Biodiesel: uma guerra pela quantidade da mistura

plataforma-pre-sal-petrobras

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou a Petrobras para iniciar os trabalhos na plataforma P-66, na área de Lula Sul, localizada no pré-sal da Bacia de Santos.

A plataforma foi desenvolvida no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ), e em fevereiro foi transportada para o campo de Lula, no pré-sal. Esta é a primeira das unidades replicantes a ficar pronta, seis anos após a assinatura.

Quando ativada, a P-66 poderá processar 150 mil barris diários de petróleo. Lula está localizado na concessão BMS-11, operada pela Petrobras (65%), com a Shell (25%) e Petrogal (10%).

COMMENTS