Fabricantes de autopeças sinalizam retomada de crescimento

Setor apontou para saldo positivo de 13,9% no mês de janeiro

Setor de autopeças no Brasil projeta 2015 difícil com queda de 11,5% no faturamento
Setor de autopeças está com mais de 50% da capacidade ociosa
NSK Brasil assumirá controle das operações comerciais do Chile

setor-de-autopecas

O Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) divulgou números apontando que o faturamento em janeiro foi 13,9% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado. Além disso, as vendas às montadoras cresceram 28,3% e os negócios para reposição aumentaram 6% e os intrassetoriais, 27,13%.

O levantamento mensal foi efetuado com 64 empresas associadas, que representam 32% do faturamento da indústria de autopeças.

A alta tem relação com a produção de veículos, que no primeiro mês do ano apontou para alta de 17,1% sobre o mesmo mês do ano passado.

As exportações de componentes recuaram 14% em reais. Em janeiro elas representaram 18,2% do faturamento do setor, o que significa seis pontos porcentuais a menos que no mesmo mês de 2016. A capacidade utilizada na indústria de autopeças atingiu em janeiro 57%, o que significa melhor resultado desde novembro de 2015. O emprego caiu 2,3% ante janeiro de 2016.

COMMENTS