Embraer investe em projetos de inovação nos EUA

Companhia instala equipe de trabalho no Vale do Silício e em Boston visando oportunidades futuras

Embraer vende 1º Phenom 300 ao mercado chinês
Leilão de objetos da VASP arrecada R$ 8 mil
Azul firma parceria com a PUC-RS para desenvolver programas de segurança de voo

embraer

A Embraer agora passa a ter disponível uma equipe de inovação no Vale do Silício e em Boston, nos Estados Unidos. A fabricante brasileira de aeronaves pretende trabalhar em oportunidades futuras, e para isso terá o apoio de  startups, investidores, academias e corporações. Nova ação passa a valer neste mês de março.

“Há uma grande transformação mundial em curso, acelerada pela evolução da inteligência artificial, robótica, realidade virtual, veículos autônomos, contribuindo para a vida de milhões de pessoas. Este é mais um passo para que a Embraer seja protagonista nas transformações do transporte aéreo mundial”, afirma Antonio Campello, diretor de inovação corporativa da Embraer e da nova iniciativa.

Todos os anos, cerca de 10% do faturamento da Embraer é voltado para pesquisa, desenvolvimento, inovação e melhoria de suas unidades fabris. Praticamente metade do faturamento da empresa é oriunda de inovações ou melhorias significativas implantadas nos últimos cinco anos.

“Queremos nos integrar à comunidade no Vale do Silício e Boston, criando valor para o transporte de pessoas e cargas a partir dos maiores ecossistemas de inovação do mundo. Também permanecemos atentos a outros importantes polos de desenvolvimento tecnológico, inovação e novos modelos de negócio que se mostrem atraentes em qualquer lugar do mundo e que possam trazer valor para a companhia”, afirma Paulo Cesar Silva, presidente e CEO da Embraer.

COMMENTS