Arrecadação com multas de trânsito sobe quase 280% em cinco anos

Número corresponde às infrações notificadas pela Polícia Rodoviária Federal, além da ANTT e do DNIT

Método “canguru” de elevação do eixo traseiro pode trazer perigo para as estradas
Uso de faróis baixos será obrigatório em rodovias
Projeto de lei prevê sinalização diferenciada para veículos de carga parados em pistas

multas-de-transito

Um estudo aponta que arrecadação com multas de trânsito aplicadas por órgãos federais subiu 273% em cinco anos analisados. Além disso, o número de infrações registradas subiu 195% no mesmo período. O valor arrecadado em 2016 com as multas aplicadas chegou a R$ 888,8 milhões contra R$ 238,1 milhões em 2011.

Os dados do sistema Renainf incluem multas aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), além daquelas cometidas fora do estado de origem do veículo, em estradas ou nas cidades.

O sistema Renainf é formado por registros feitos em estradas federais, por radares e agentes, ou seja, os dados refletem apenas uma parte do montante de infrações de trânsito registradas no Brasil.

Ao longo desses cinco anos, a frota brasileira cresceu 33%, conforme dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

COMMENTS